Salto de Pirapora Notícias

Salto de Pirapora Notícias
Clique na imagem!

segunda-feira, 31 de maio de 2021

Fotógrafa perde marido para Covid, e ensaio com criança ajuda a superar luto: 'Não vou parar'

Tatiane Barros do Carmo Almeida fotografou o pequeno Davi, de 2 anos, em um ensaio realizado no pátio da Prefeitura de Salto de Pirapora (SP).
Fotógrafa perde marido pra Covid-19 e realiza primeiro ensaio fotográfico externo sem o companheiro — Foto: Taty Almeida/Arquivo Pessoal

Um ensaio fotográfico de um menino de apenas 2 anos que é fã de coletor de lixo e decidiu colocar o uniforme dos profissionais como homenagem podia até ser mais um trabalho para a fotógrafa Tatiane Barros do Carmo Almeida, de 38 anos. Porém, foi o que a ajudou a lidar com a dor da morte do marido por Covid-19 no mês de março. As fotos foram as primeiras que ela fez sem ele.

Ao G1, Tatiane contou que o esposo, Márcio Roberto Antunes de Almeida, foi o responsável para que ela se apaixonasse por fotos. Os dois trabalharam juntos por anos em Salto de Pirapora, interior paulista. Com a perda, a alegria do pequeno Davi Luca de Camargo Moreira em seu primeiro trabalho externo sem o esposo a contagiou.

“Esse foi meu primeiro ensaio externo e foi onde eu decidi que não vou parar. Então, ele foi muito importante pra mim. Amo fotografar, principalmente as crianças”.

Tatiana afirma que foi por meio de uma amiga em comum que acabou sendo indicada para fotografar o filho de Evelin Guary de Camargo Moreira, de 24 anos. Quando Evelin explicou que o ensaio seria com o tema de caminhão de lixo, a fotógrafa não pensou duas vezes na hora de aceitar o desafio.

|“São momentos como esse que me fazem continuar. Ver a alegria dele nas fotos foi muito especial. São o meu gás para continuar. Este foi o meu melhor ensaio”, relata.|

Doença e morte

Segundo a fotógrafa, no mês de março ela e o marido foram infectados por Covid-19. O casal começou a manifestar os primeiros sintomas do vírus como dor de garganta e pelo corpo.

Porém, com o passar dos dias, os sintomas de Márcio foram se agravando e a febre já não conseguia ser controlada com medicação.

“Chegou um momento que a gente já não conseguia fazer nada, nem nos alimentar. A dor no corpo era terrível e se eu respirasse muito forte, eu perdia o fôlego e me dava falta de ar”, relata Tatiane.
Tatiane e Márcio se casaram no dia 06 de dezembro de 2008 — Foto: Tatiane Almeida/Arquivo pessoal

Após aproximadamente uma semana depois dos primeiros sintomas, Márcio sofreu uma piora significativa e precisou ser levado de cadeira de rodas à Santa Casa.

“Ele estava bem agitado e com crise de ansiedade, o que fez o estado dele piorar porque não conseguia realizar os exames de forma correta. No dia 20 de março, ele foi intubado. Eu fiquei sabendo que ele pediu pelo amor de Deus para não ser intubado porque se ele fosse intubado ele ia morrer”, relata Tatiane.

Mas a intubação foi necessária e, alguns dias depois, Tatiane foi autorizada a visitá-lo no hospital.

“Eu entrei no quarto e, quando o vi naquele estado, deitado na cama com tubo na garganta, a língua dele com um pouco de sangue, ele de fralda, de sonda, a única coisa que eu fiz foi levantar a mão para o céu e comecei a orar. Pedi pra Deus curar ele de qualquer forma porque não era o Márcio que tava ali”, desabafa.

Neste mesmo dia da visita, segundo Tatiana, algumas horas mais tarde, surgiu uma vaga na UTI, mas quando a equipe médica foi transferir Márcio para a ambulância, ele teve uma parada cardíaca e não resistiu. Ele morreu no dia 24 de março, uma semana depois de ser internado.

História de amor

A história do casal começou em dezembro de 2007 quando Tatiane e Márcio se conheceram pela internet. Exatamente um ano depois, eles se casaram e se mudaram para Salto de Pirapora.

Nesta época, conforme conta Tatiane, Márcio já fazia algumas coberturas fotográficas em eventos e postava os trabalhos em um site. Com isso, o fotógrafo começou a ganhar reconhecimento e conseguir mais serviços, como cobertura de aniversários e casamentos.

Foi por causa da demanda crescente que Tatiane começou a ajudar Márcio em suas produções.

“Eu comecei a me interessar e comecei a gostar daquilo. Eu não sabia fazer nada, mas aí eu comecei a ter ideia de fazer uma capinha de DVD, fazer o vídeo com as fotos que ele tirava do casamento e nosso trabalho começou a tomar uma proporção tão grande que a gente comprou a nossa primeira câmera profissional e o nosso trabalho começou a ser bem conhecido em Salto de Pirapora e na região”, comenta.

Até então, Tatiane ainda não tinha contato diretamente com a fotografia. Mas após tantos eventos acompanhando o marido, a jovem, na época com 25 anos, começou a se interessar ainda mais pela área.

“Como eu amo fotografia, eu comecei a ficar mais empenhada do que ele. Ele era bastante empenhado. Me ensinou fotografia, mas eu comecei a buscar mesmo como minha profissão. Comecei a estudar Photoshop, fazer artes, diagramar os álbuns”, diz.

Ensaio fotográfico inusitado

Davi realiza sonho de ser fotografado com o uniforme de seus amigos coletores de lixo — Foto: Taty Almeida/Divulgação

Mesmo tão novinho, Davi começou a ter interesse pelo trabalho dos coletores de lixo após assistir a um vídeo no Youtube que mostrava uma criança oferecendo café da tarde para os profissionais. A partir daí, Davi quis repetir os mesmos passos, segundo a mãe Evelin.

Ela conta que Davi pediu para que ela fizesse uma cesta de Natal para dar aos coletores de lixo no ano passado, e todas as quartas e sextas-feiras passou a oferecer refrigerante aos coletores, além de esperar o horário certo da tarde para jogar o lixo.

“Ele já escuta de longe o barulho do caminhão, pega as sacolinhas de lixo e fica esperando seus amigos virem. É a paixão dele”, comenta Evelin.

Com a paixão do filho, Evelin afirmou que buscou o vice-prefeito da cidade para pedir autorização para realizar um ensaio fotográfico no pátio da prefeitura, além de pedir para que os coletores de lixo pudessem participar da festinha de aniversário do Davi, que foi realizada no dia 26 de maio.

Foi por causa desse amor que, no dia 12 de maio, Davi fez um ensaio fotográfico vestindo um uniforme de coletor de lixo, feito especialmente para ele.

"Sou suspeita de dizer, pois eu amo fotografar crianças. Dá bastante trabalho, não vou negar, mas eu amo a espontaneidade deles, pois eles que "mandam" no ensaio, eles me conduzem e eles se divertem e eu me divirto junto. Eu decidi que não vou parar de fotografar”, diz a fotógrafa Tatiana.

Por Joyce Conceição*, G1 Sorocaba

O pequeno Davi, de 2 anos, foi fotografado com seu uniforme de coletor de lixo no pátio da Prefeitura de Salto de Pirapora — Foto: Taty Almeida/Divulgação






Tik Tok Lite Paga até R$85 para baixar o aplicativo e usar código para ativação

Ganhe dinheiro R$ com o Tik Tok Adicione o código de convite (de ativação) para ganhar 

Tik Tok: Clique no link 👇👇
Código de convite (Ativação): J0131944

Tik Tok LiteClique no link 👇👇
Código de convite (Ativação): K181965458



Nenhum comentário:

Top 10 - Fatos e acontecimentos

Arquivo