Salto de Pirapora 2016

Salto de Pirapora 2016
Mais notícias sobre Salto de Pirapora clique na imagem!

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Três homens são presos pela polícia após perseguição na SP-264

Eles foram detidos após furtarem uma residência em Pilar do Sul.
Trio suspeito foi preso e encaminhado para a delegacia de Sorocaba.


Três homens, que furtaram uma residência localizada na rua Albertina de Jesus, 286, no Jardim das Colinas, em Pilar do Sul (SP), foram presos após perseguição na tarde desta segunda-feira (25). O morador não estava na casa, porém uma pessoa que passava pelo local fez a denúncia para a Polícia Militar.

Segundo informações da polícia, após a denúncia, houve perseguição dos policiais atrás de um carro que seguiu sentido rodovia Francisco José Ayub (SP-264), em Salto de Pirapora (SP). Os três suspeitos foram presos e encaminhados para a delegacia de Sorocaba (SP), onde ficaram à disposição da Justiça. Os objetos roubados foram devolvidos.

Governo vai pagar 1ª parcela de 13º de aposentados em agosto

Decreto com a data do pagamento foi publicado no 'Diário Oficial da União'.
Ministro da Casa Civil havia anunciado a medida no final de junho.

O governo publicou um decreto no "Diário Oficial da União" desta segunda-feira (25) em que estabelece para agosto o pagamento da primeira parcela do 13º para aposentados e pensionistas. A parcela de agosto será correspondente a até 50% do benefício do mês. A segunda parcela, ainda de acordo com o decreto, será paga junto com os benefícios de novembro. 

O ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, em junho, já havia anunciado as datas do pagamento.

Desde 2006, o governo antecipa a primeira parcela do 13º salário dos aposentados e pensionistas na folha de agosto.

Fonte: Do G1 Brasília

Abono Salarial começa a ser pago em 28 de julho, diz ministério

Estimativa é que 22,3 milhões de trabalhadores tenham direito ao benefício.
Governo estima que serão repassados R$ 14,8 bilhões.

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), definiu nesta quarta-feira (29) o calendário de pagamento do Abono Salarial de 2016, ano-base 2015.

O benefício começa a ser pago em 28 de julho, nas agências das Caixa e do Banco do Brasil. A estimativa do Ministério do Trabalho é que sejam repassados R$ 14,8 bilhões a a 22,3 milhões de trabalhadores que têm direito ao Abono.

Veja ao fim desta reportagem as tabelas com o cronograma de pagamento.

De acordo com o ministério, quem nasceu entre julho e dezembro recebe o benefício neste ano. Já os nascidos entre janeiro a junho, vão receber no primeiro trimestre de 2017.

“Em qualquer situação, o recurso ficará à disposição do trabalhador até 30 de junho de 2017, prazo final para o recebimento”, informou o ministério, em nota.

Novas regras
Em 2016, entraram em vigor as novas regras para o pagamento do Abono Salarial e que relacionam o valor que o trabalhador tem direito a receber ao total de meses trabalhado no exercício anterior.



Assim, terão direito a 100% do benefício (um salário mínimo) apenas aqueles que trabalharam 12 meses no exercício anterior. Quem trabalhou apenas um mês, terá direito a 1/12 do salário mínimo. Quem trabalhou 6 meses, terá direito à metade.

Tem direito a receber o Abono Salarial quem, em 2015, teve remuneração média de até dois salários mínimos mensais, com carteira assinada, e exerceu atividade remunerada por pelo menos 30 dias.

Para sacar o Abono é preciso estar cadastrado no PIS ou no Pasep há pelo menos 5 anos. E o trabalhador precisa ter sido relacionado pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), entregue ao Ministério do Trabalho.

No exercício anterior, cujo calendário se encerra nesta quinta (30), mais de 22 milhões sacaram o benefício, informou o Ministério do Trabalho. Os repasses superam os R$ 18 bilhões.

Calendário 2016/2017
O abono salarial 2016 começará a ser pago em 28 de julho, conforme calendário definido pelo Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat).

A estimativa do Ministério do Trabalho é que sejam repassados R$ 14,8 bilhões a a 22,3 milhões de trabalhadores que têm direito ao abono.

Veja ao fim desta reportagem as tabelas com o cronograma de pagamento.

PIS e Pasep
O governo lembrou que o Programa de Integração Social (PIS) e o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) são contribuições sociais de natureza tributária, devidas pelas pessoas jurídicas, com objetivo de financiar o pagamento do Seguro-Desemprego e Abono Salarial.

De acordo com o Ministério do Trabalho, o PIS é destinado aos funcionários de empresas privadas regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e o Pasep é devido aos servidores públicos.

Segundo os números oficiais, em todo o Brasil foram identificados 23,6 milhões de trabalhadores com direito a receber o abono salarial de 2015.


Veja cronograma de pagamento do Abono Salarial:

  (Foto: Reprodução/Ministério do Trabalho)
  (Foto: Reprodução/Ministério do Trabalho)
 (Foto: Reprodução/Ministério do Trabalho)

domingo, 24 de julho de 2016

Campanha antecipada dá multa a pré-candidata de Araçoiaba da Serra

A cidade de Araçoiaba da Serra - Foto: Viva Real
Pela prática de divulgar propaganda eleitoral antecipada, a pré-candidata a prefeita de Araçoiaba da Serra, cidade da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), Aldemir Franklin e o partido a que está filiada foram condenados ao pagamento de multa de R$ 15 mil cada um, conforme decisão dada pelo Juízo da 294ª Zona Eleitoral de Sorocaba. Eles terão ainda, segundo a sentença, de retirar o material irregular dentro de 48 horas. 

Da condenação cabe recurso. Procurada ontem à tarde pela reportagem, Aldemir não foi localizada nos números telefônicos acionados nem retornou as mensagens deixadas. A sentença foi dada em representação encaminhada pelo diretório local do Partido Verde (PV), que tem como pré-candidato à Prefeitura Dirlei Salas Ortega. 

O pedido relata que Aldemir Franklin, esposa do ex-prefeito da cidade João Franklin, fez uso de adesivos em carros, instalou placas, outdoors e se promoveu na internet. Em defesa, os representados alegaram que o material consiste em propaganda partidária e, no caso da pré-candidata, em prestação de contas das ações de seu mandato enquanto vereadora que é. 

No processo, entretanto, segundo anotado na sentença, foram juntadas fotografias que, de acordo com a decisão, declaram "abertamente que ela se lançará a um novo desafio", que "dessa vez ganhará as eleições", tendo como vice "Chiquinho do Bar". Além disso, foram distribuídas no município placas com fotos de Aldemir e propagado o anúncio do número 14, do partido pelo qual concorrerá. 

A legislação, acrescenta a decisão, proíbe o uso de placa, cartazes e escritos com medidas superiores a 0,50 m2 (meio metro quadrado) durante a própria campanha que começa em 16 de agosto; logo, "não é no período anterior a essa data que tal prática será permitida".

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Jornal Salto de Pirapora em Foco

Boletim informativo prestação de contas da bancada – junho de 2016


Vereadores Professor Alex e Donisete Lilico estão entre os mais atuantes.

Os parlamentares apresentaram dezenas de requerimentos, projetos de lei,
emendas e indicações, além de fiscalizarem o trabalho do prefeito.


Veja o jornal em tamanho ampliado


 Veja o jornal em tamanho ampliado


 Veja o jornal em tamanho ampliado


Veja o jornal em tamanho ampliado

terça-feira, 19 de julho de 2016

WhatsApp: Justiça do Rio manda bloquear aplicativo em todo o Brasil

Facebook recusou ceder informações para uma investigação policial.
Operadoras de telefonia foram notificadas para suspender acesso ao app.

A Justiça do Rio de Janeiro decidiu que o WhatsApp seja bloqueado em todo o Brasil, informou a GloboNews nesta terça-feira (19). As empresas de telefonia foram notificadas após o Facebook se recusar a cumprir uma decisão judicial para fornecer informações para uma investigação policial.

Não é a primeira vez que um tribunal decide pela suspensão do acesso ao aplicativo no Brasil. Um dos bloqueiros anteriores ocorreu em dezembro de 2015, quando a Justiça de São Paulo ordenou que as empresas impedissem a conexão por 48 horas em represália ao WhatsApp ter se recusado a colaborar com uma investigação criminal. O aplicativo ficou inacessível por 12 horas e voltou a funcionar por decisão do Tribunal de Justiça de SP.

Bloqueio em maio
A investigação que culminou no bloqueio do em maio deste ano foi iniciada após uma apreensão de drogas na cidade de Lagarto, a 75 km de Aracaju.

O juiz Marcel Montalvão pediu em novembro de 2015 que o Facebook informasse o nome dos usuários de uma conta no WhatsApp em que informações sobre drogas eram trocadas. As informações desse processo corriam em segredo de Justiça.

Segundo o delegado Aldo Amorim, membro da Diretoria de Combate ao Crime Organizado da Polícia Federal em Brasília, a investigação foi iniciada em 2015 e esbarrou na necessidade informações relacionadas às trocas de mensagens via WhatsApp, que foram solicitadas ao Facebook. A empresa não cumpriu a decisão.


__________________________________________________________


segunda-feira, 18 de julho de 2016

Quatro hospitais da região fecharão em dezembro deste ano

Hospital Psiquiátrico Santa Cruz (Itinga) em Salto de Pirapora - Imagem do Google
O Ministério Público Federal (MPF) e o Ministério Público do Estado de São Paulo (MP-SP) descartaram, em reunião realizada na quinta-feira na capital paulista, a possibilidade de prolongar o prazo para o cumprimento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) que promove a desospitalização dos pacientes submetidos a longos períodos de internação em hospitais psiquiátricos da região de Sorocaba. A informação foi passada pelo secretário de Saúde do município, Francisco Antonio Fernandes, e confirmada também por Rosângela Elias, coordenadora de Saúde Mental da Secretaria de Estado da Saúde. Dessa maneira, o Hospital Psiquiátrico Vera Cruz, assim como a Clínica Psiquiátrica e Hospital Santa Cruz, de Salto de Pirapora, e também o Vale das Hortências, em Piedade, devem ser fechados no mês de dezembro, como foi estabelecido no TAC. Juntos, os quatro hospitais mantêm cerca de 1.200 internos, sendo 411 em Sorocaba.




Segundo Fernandes, os MPs estão inflexíveis sobre a prazo, pois a assinatura do TAC completará quatro anos no final de dezembro. “O reforço que eles se comprometeram a dar ao município é o de pelo menos mais um psiquiatra e um psicólogo que se dedicarão ao processo de desinstitucionalização.” Em entrevista concedida ao Cruzeiro do Sul horas antes da reunião, o titular da Saúde informou que pediria pelo menos mais um ano até o fechamento do hospital, pois a Rede de Atenção Psicossocial de Sorocaba (Raps), segundo ele, precisa ser fortalecida e trabalhada com mais cuidado. “Embora não tenhamos conseguido mais tempo, acredito que todos os envolvidos estarão mais focados e tudo deve fluir bem.”

O promotor de Justiça Roberto de Campos Andrade, coordenador do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos e de Direitos Sociais do MP-SP, disse que o TAC é uma ferramenta utilizada para colocar em prática a Lei 10.216/2001 e a concomitante construção da Rede de Atenção Psicossocial no Estado para receber os pacientes psiquiátricos, como previsto na portaria 3088/2011(MS). “Não se pode mudar a lei e não podemos penalizar ainda mais essas pessoas que foram privadas de liberdade por tantos anos.” Andrade afirma que a equipe multiprofissional que faz parte da desospitalização tem o dever de buscar o melhor destino e a melhor composição das Residências Terapêuticas (RTs), respeitando-se os vínculos criados pelos pacientes durante a internação.

O secretário da Saúde destacou que Sorocaba está cumprindo todos os prazos na medida do possível e informou que debateu com promotores, representantes do Estado e também do Ministério da Saúde, os casos dos pacientes crônicos. “Muitos casos envolvem principalmente o problema social e no caso de pacientes extremamente agressivos, esses serão tratados de maneira específica.” Sobre os 11 pacientes que estão no Vera Cruz sob medida de segurança -- alguns por medida de internação compulsória e outros por apenamento de delito -- Fernandes afirmou que o MP tomou conhecimento de cada caso e a Justiça do Estado deve ser responsável por esses encaminhamentos.

Ainda na reunião, contou o titular da pasta, ficou definido que o terceiro Centro de Atenção Psicossocial 3 (Caps 3) para a saúde mental será implantado antes das novas 14 RTs previstas para serem implantadas até dezembro. “Entendemos que precisamos fortalecer a rede e depois desospitalizar os pacientes remanescentes.” A região de instalação do novo Caps será definida e divulgada em breve, disse. Fernandes destacou também que as RTs serão pensadas para abrigar os pacientes considerados crônicos que não tiveram as famílias localizadas e segundo Rosângela, o Estado prevê que uma parcela muito pequena dos internos precisará de um encaminhamento diferenciado por conta de agressividade.


___________________________________________________________




sábado, 16 de julho de 2016

Rapaz sobe em torre de telefonia em Salto de Pirapora

Um rapaz de 21 anos subiu em uma torre de telefonia, localizada na rua João de Goes, 92 no centro de Salto de Pirapora, por volta das 12h deste sábado (16) ameaçando se jogar. Equipes do 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros, que envolve homens de Sorocaba e do Posto dos Bombeiros de Votorantim estão no local fazendo negociação que já dura mais de quatro horas.


O rapaz está a uma altura de aproximadamente 30 metros. A área está isolada, porém alguns curiosos estão no local acompanhando a tentativa de resgate. Segundo os bombeiros, um desentendimento familiar pode ter motivado o ato. Pessoas que conhecem o rapaz, teriam tido que ele está desempregado e as dificuldades financeiras também teriam sido o motivo para que ele subisse na torre. Um psicólogo chegou ao local, no inicio da tarde para acompanhar os trabalhos das equipes e auxiliar nas negociações. 

Por conta do isolamento das ruas próximas à torre, comerciantes fecharam as portas devido a falta de clientes, e alegaram prejuízos. O rapaz continua na torre e por volta das 17h30 aumentou o número de curiosos no local. 

O rapaz estava armado com uma faca, mas segundo os bombeiros ele já teria se livrado dela, jogando-a. A área onde está localizada a torre não tem acesso permitido, porém o rapaz pulou o portão para conseguir chegar ao local. 

Coincidência

No mesmo horário, a CPFL Piratininga informou que houve um desarme no sistema provocado por uma árvore, e que afetou moradores da rua João de Goes, em Salto de Pirapora. Por isso, o fornecimento foi afetado, mas não há nenhuma relação com o caso do rapaz que está na torre de telefonia. O fornecimento de energia foi restabelecido pela distribuidora às 13h50min. No total, 161 clientes foram afetados pela interrupção momentânea.

Por volta das 18h30


Bombeiros convencem homem a descer de torre


Fotos: Luiz Eduardo Ramon
Após mais de seis horas de negociação, os bombeiros conseguiram retirar o homem que subiu em uma torre de telefonia, localizada na rua João de Goes, 92 no centro de Salto de Pirapora, por volta das 12h deste sábado (16). Equipes do 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros, que envolve homens de Sorocaba e do Posto dos Bombeiros de Votorantim trabalharam nas negociações que se encerraram por volta das 18h30. 

Informações preliminares disseram se tratar de um rapaz de 21 anos, mas o homem tem 33 anos. Após descer da torre ele foi escoltado pelos bombeiros e encaminhado para atendimento de equipes do Resgate onde foi levado para o setor de psiquiatria do Hospital Regional. Segundo os bombeiros, um desentendimento familiar, em virtude da separação da esposa, pode ter motivado o ato. Pessoas que conhecem o homem, teriam tido que ele está desempregado e as dificuldades financeiras também teriam sido o motivo para que ele subisse na torre. De acordo com o tenente Michelin, do 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros, foi um trabalho bastante tenso, porém finalizado com sucesso. O caso ainda será apurado.

Fonte: Jornal Cruzeiro do Sul

Desempregado e separado da mulher fica 7 horas em torre


Um desempregado de 33 anos se manteve ontem durante quase sete horas no topo de uma torre de telefonia móvel, a cerca de 45 metros de altura, em Salto de Pirapora, na Região Metropolitana de Sorocaba (RMS). A torre fica na rua José Góes, em um terreno com portão baixo, de fácil acesso a quem se disponha a entrar no local.

Além das dificuldades de ordem financeira por estar há quatro meses sem trabalho, o homem também está separado da mulher. Esses foram os motivos alegados por ele para praticar a ação que resultou no fechamento de parte do comércio da região central da cidade e na interdição de ruas. Não houve suspensão no fornecimento de energia elétrica nem a comunicação via telefone foi prejudicada.

Conforme apurado pelo Cruzeiro do Sul, ele esteve pela manhã na casa da ex-esposa tentando uma reconciliação, mas diante da negativa disse que iria subir na torre que fica na rua José Góes, centro da cidade, e ameaçou se jogar de lá. Foi ela quem prestou a informação à reportagem, acrescentando que não pensava que o ex-marido fosse capaz de tanto.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e quatro homens escalaram a torre. A ocorrência também foi apoiada pela Polícia Militar e pela Guarda Civil Municipal (GCM). Curiosos se concentraram nas imediações. Comerciantes do bulevar que fica próximo tiveram de fechar as portas por orientação da PM, e reclamaram dos prejuízos que teriam.

Celso Alves, dono de uma sorveteria, calculou que perdeu pelo menos R$ 5 mil e disse que pedirá providências à Prefeitura para que intime a empresa responsável pela torre para que aumente a altura do muro. "É muito devassado ali. Qualquer pessoa pode pular e escalar com facilidade. Seria necessário que a torre tivesse aqueles pregos para dificultar a escalada. Agora, somos obrigados a fechar e a conviver com esse absurdo", comentou Alves.

O tenente Clóvis Michelin, do 15º Grupamento do Corpo de Bombeiros, esteve à frente das negociações com o indivíduo e disse que a intervenção exigiu muita paciência. "Ele faz parte do enorme contingente de desempregados que estão desesperados e precisam se manter. Disse que se todo mundo nessa situação resolvesse fazer o que ele fez faltariam torres no País".

Durante o tempo em que esteve nas alturas, o desempregado esboçou reações diversas. Ora ficava em pé, ora tirava a camisa e se mexia de um ponto para outro. Conforme os bombeiros, ele estava embriagado. Assim que concluiu a descida, sob aplausos do público que acompanhou o registro, foi colocado na viatura do Resgate que o levou ao setor de psiquiatria do Hospital Regional.


Bombeiros resgatam homem que pretendia suicidar-se em Salto de Pirapora porque está desempregado

Fotos: Luiz Eduardo Ramon
Por volta das 12h20 de sábado, 16/07, Victor Godoy de 34 anos, escalou uma torre de aproximadamente 100 metros, situada na Rua João de Góes, na área central de Salto de Pirapora, a poucos metros da Igreja Matriz, ao alcançar a parte superior da torre o homem dizia que pretendia suicidar-se.

Viaturas da Guarda Civil Municipal e do Corpo de Bombeiros foram ao local, isolaram a área, durante 7 horas guardas e bombeiros tentavam convencê-lo a desistir do plano suicida. Em certo momento o homem lançou uma faca que ele portava, depois disso os bombeiros subiram na torre e conseguiram resgatar o rapaz.

Victor Godoy pretendia cometer suicídio porque estaria desempregado. A esposa e a irmã do rapaz estiveram no local acompanhando o trabalho de resgate que ocorreu por volta das 19h. O homem fora encaminhado ao pronto-socorro do Hospital Regional de Sorocaba.







Fotos: Luiz Eduardo Ramon

sexta-feira, 15 de julho de 2016

TAC para desospitalização deve ter nova prorrogação

Hospital Psiquiátrico Santa Cruz (Itinga) em Salto de Pirapora - Imagem do Google
O Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para promoção da desospitalização dos pacientes submetidos a longos períodos de internação em hospitais psiquiátricos da região de Sorocaba deve ser prorrogado novamente, segundo o secretário de Saúde do município de Sorocaba, Francisco Antonio Fernandes. Roberto de Campos Andrade, promotor de Justiça coordenador do Centro de Apoio Operacional de Direitos Humanos e de Direitos Sociais do Ministério Público do Estado de São paulo (MP-SP), afirmou que o TAC não pode ser alterado, pois segue a Lei nº 10.216, de 2001, mas não descarta uma alteração no prazo.

Assinado em 2012, o documento envolve MPs estadual e federal, Ministério da Saúde (MS), Secretaria de Estado da Saúde (SES) e os municípios de Sorocaba, Salto de Pirapora e Piedade. Segundo Fernandes, o tempo ideal para uma reforma prudente na psiquiatria é de pelo menos oito anos, mas o secretário acredita que mais um ano será suficiente: "Nosso maior desafio é reforçar a Rede de Atenção Psicossocial (Raps) e fazer com que todos os profissionais envolvidos abracem a desinstitucionalização."

Fernandes afirma que precisa de apoio de todas as partes que assinaram o TAC e o principal pedido é para que mais duas equipes sejam disponibilizadas para realizarem a desospitalização. "Hoje trabalhamos com apenas uma equipe, diferente do que foi prometido quando foi feito o acordo, que previa cinco equipes de sete pessoas." Segundo ele, a Secretaria Municipal da Saúde precisa que o TAC ocorra de fato dividido entre União, Estado e municípios no tocante às técnicas envolvidas, recursos humanos necessários, treinamento adequado e, por fim, financiamento. O MS e a SES foram questionados sobre qual é o apoio dados ao processo de desospitalização, mas as pastas não se manifestaram.

Por meio de nota, a Procuradoria-Geral de Justiça afirma que o TAC é importante instrumento para a defesa dos direitos humanos dos pacientes internados em hospitais psiquiátricos e a sua execução prossegue. "O TAC tem cláusula que permite adesão por outros municípios e, inclusive, há municípios do interior do Estado que estão promovendo adesões ao documento para desinstitucionalização de pacientes de outros hospitais", destacou.

O promotor de Justiça disse que Sorocaba está à frente dos outros municípios na desospitalização e por isso entende a necessidade de estender o prazo para o fechamento dos quatro hospitais psiquiátricos em funcionamento na região. O Vera Cruz atualmente é administrado pela empresa terceirizada Associação Paulista de Gestão Pública (APGP) e abriga 411 pacientes. Há ainda Clínica Psiquiátrica e Hospital Santa Cruz, ambas em Salto de Pirapora e também o Vale das Hortências, em Piedade.

A coordenadora de Saúde Mental de Sorocaba, Mirsa Elisabeth Dellosi, informou que 45 municípios do Estado mantêm, cada, um paciente no Vera Cruz. Há também 18 municípios com dois internos cada e 31 cidades com 3 ou mais pessoas internadas. "Entendemos que muitos desses municípios não terão condições de absorver os pacientes, justamente porque para abrir uma Residência Terapêutica (RT) é necessário pelo menos quatro pessoas, então estamos trabalhando em conjunto."

Segundo ela, há 119 sorocabanos no hospital e ainda neste mês 59 internos devem ter alta e serão encaminhados para RTs de São Paulo. Há também 14 pacientes de Itu e 11 de Capão Bonito, além de pessoas vindas de outros estados, como Minas Gerais, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Paraná.

Morte de auxiliar

Segundo Fernandes, a morte do auxiliar de enfermagem Antonio Carlos de Matos, de 31 anos, assassinado com golpes de faca pelo paciente psiquiátrico Marcio José Moreira, de 41, durante visita que era realizada periodicamente à casa dele através do Centro de Atenção Psicossocial (Caps III) Arte do Encontro, na Vila Progresso, serviu para que "oportunistas questionassem a eficiência da desinstitucionalização."

O promotor de Justiça endossa o discurso de Francisco e afirma que "há uma certa nostalgia" em relação ao hospital psiquiátrico. "A lei não permite a institucionalização do paciente por longos períodos, pois é uma violação muito grave privar a pessoa de ter uma vida digna em liberdade", argumentou Andrade.

A execução do TAC, informou a Procuradoria-Geral de Justiça por meio de nota, não tem qualquer relação com a morte do técnico de enfermagem. "Esse fato será investigado em procedimento da área criminal, sob o rito do Tribunal do Júri, no qual será avaliada a imputabilidade penal do acusado e eventual presença de causa de exclusão da sua culpabilidade, podendo redundar em aplicação de pena ou medida de segurança."

Polícia Civil de Angatuba prende casal responsável pela morte do caseiro Luciano Saldanha

A vítima
O setor de investigação da Delegacia de Angatuba, sob a responsabilidade do delegado Humberto de Toledo Neder informa ter esclarecido a autoria da morte de Luciano de Souza Saldanha, 32 anos, que trabalhava de caseiro numa chácara do Bairro Churrascão, em Angatuba, e tinha familiares em Votorantim e em Salto de Pirapora.

De acordo com informação do delegado que comandou a investigação, Luciano Saldanha viveu relacionamento amoroso com Daiane de Souza Pereira de 30 anos, o relacionamento acabou, mas Luciano Saldanha não aceitava o fim do relacionamento. 

Daiane Pereira passou a relacionar-se com Luiz Antonio Campos de Araújo, 32 anos, morador do mesmo bairro. Movido por ciúmes, Luciano Saldanha teria proferido ameaças contra Daiane Pereira e também contra o atual namorado dela, Luiz Antonio.

O plano para matá-lo 

Daiane comentou com seu namorado sobre às ameaças e ambos deliberaram matar Luciano Saldanha. Na sexta-feira, 08/07, Daiane que tem cinco filhos saiu da casa dela no Bairro Churrascão, em Angatuba, juntamente com o namorado dela, Luiz Antonio e ambos foram levar as crianças na casa dos avós em Itapetininga; o casal fez isso para evitar que as crianças presenciassem o crime. Depois de deixarem as crianças na residência dos avós, o casal retornou para Angatuba.

No dia seguinte, 09/07, Daiane já ajustada com seu namorado Luiz Antonio, ela enviou mensagem via celular ao Luciano Saldanha tentando atraí-lo para a casa dela. No início da noite Luciano Saldanha chegou de moto em frente à residência de Daiane e lá permaneceu tentando falar com ela, naquele momento Luiz Antonio veio por trás dele e desferiu-lhe vários golpes com uma parte de chave de roda de veículo. Os golpes provocaram fratura na cabeça, no rosto e nas costelas; o rapaz morreu no local. O casal fugiu.

Na segunda-feira, 11/07, os investigadores apuraram fortes indícios que indicavam a autoria. O delegado Humberto Neder pediu a prisão do autor Luiz Antonio e da coautora Daiane Pereira. A justiça decretou a prisão dos dois, que inclusive assumiram a autoria do delito e relataram a dinâmica do homicídio duplamente qualificado artigo 121, parágrafo 2º do Código Penal. O casal está encarcerado preventivamente por 30 dias.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Dono de mercado em Araçoiaba da Serra sofre acidente fatal em Sorocaba


Ao dirigir uma caminhonete Toyota Hilux pelo Bairro Campolim, região de classe alta em Sorocaba, o comerciante José Valdinir de Jesus Vieira, proprietário do Mercado Nova Era, em Araçoiaba da Serra, perdeu controle de direção, a caminhonete capotou e o impacto arremessou o comerciante para fora do veículo provocando sua morte no local.

O acidente ocorreu domingo à noite, 10/07. O corpo do comerciante José Vieira, que morava no Condomínio Quintas do Campo Largo, em Araçoiaba da Serra, ficou estendido no solo. Policiais militares preservaram o local para garantir condições de trabalho aos peritos. A Polícia vai apurar a causa do acidente.

Rapaz que tem familiares em Votorantim e Salto de Pirapora é executado em Angatuba

Luciano de Souza
Luciano de Souza Saldanha de 32 anos, morador do Bairro Churrascão, em Angatuba, sofreu execução sumária por volta das 19h de sábado, 09/07, ao ser atingido por um tiro a "queima-roupa" em seu pescoço, que provocou sua morte no local.

Moradores do Bairro Churrascão, próximo da rodovia Raposo Tavares ouviram o tiro; o caso fora comunicado à Guarda Civil Municipal, que se dirigiu ao local e encontrou Luciano Saldanha caído ao lado de sua motocicleta Honda/CG. 

A autoria do homicídio é desconhecida. Existem familiares de Luciano Saldanha que residem em Votorantim e em Salto de Pirapora.

sábado, 9 de julho de 2016

Um ferido em acidente com duas pick-ups na rodovia SP-264


Duas pick-ups, uma Chevrolet Montana branca e uma VW Saveiro Cross preta, se envolveram em um acidente na manhã deste sábado (09) no km 130 da rodovia Francisco José Ayub (SP-264), em frente ao pesqueiro do Tonhão, próximo a ponte do rio Sarapuí.

Segundo informações de testemunhas, um dos veículos cruzou a pista e provocou a colisão. Um dos motoristas ficou ferido e, com suspeita de fratura na clavícula, foi socorrido a Santa Casa de Salto de Pirapora.

Nossa reportagem tentou, mas não conseguiu mais informações sobre as circunstâncias do acidente, dos envolvidos e o estado de saúde dos demais ocupantes dos veículos. A Montana ostentava placas de Pilar do Sul.

Fotos: Divulgação.








Tribunal-SP nega liminar que pretendia anular despacho de magistrada que anulou decreto que afastava o prefeito de Salto de Pirapora

Na foto: O presidente da Câmara de Vereadores, Miguel Marcelo Sobrinho (PSDB), o prefeito Santelmo Xavier Sobrinho (PMDB), e o Paço Municipal.
Após a juíza Thais Galvão, responsável pela Vara Distrital em Salto de Pirapora anular os efeitos do decreto legislativo que determinava afastamento provisório do prefeito de Salto de Pirapora, Santelmo Xavier Sobrinho (PMDB); inconformado com o despacho da juíza, o presidente da Câmara de Vereadores, Miguel Marcelo Sobrinho (PSDB) apelou ao Tribunal de Justiça-SP.

Os advogados da Câmara solicitaram em caráter liminar a suspensão do despacho emitido pela juíza de Salto de Pirapora, e em julgamento do mérito o provimento do recurso. 

O desembargador Francisco Branco da 5ª Câmara de Direito Público, relator do agravo de instrumento analisou o teor do agravo de instrumento e indeferiu o pedido de suspensão da anulação proferida pela juíza. O despacho que negou a liminar pretendida pela Câmara de Vereadores foi emitido na última quinta-feira, 07/07. O agravo permanece em análise para julgamento de mérito.

Transporte intermunicipal está mais caro no Estado


As passagens do transporte intermunicipal estão mais caras desde a meia-noite de ontem em todo o Estado de São Paulo. O reajuste autorizado pela Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp) foi de 9,56%. O valor elevado atinge usuários que utilizam o transporte para São Paulo e outras cidades paulistas. A passagem para a capital, por exemplo, passou de R$ 26,10 para R$ 28,30. Segundo a Artesp, o índice de reajuste representa a recomposição dos custos operacionais do sistema.


O aumento dos pedágios, diesel combustível e também o reajuste salarial dos trabalhadores estão por trás da necessidade de reajuste, segundo o gerente de operações da Rodoviária de Sorocaba, Osório Vieira. "Até mesmo o ônibus novo, que é um equipamento caro, teve aumento", ressalta. Conforme a Artesp, os preços dos ônibus suburbanos e rodoviários novos sofreram aumento de 16,23% e 22,32%, respectivamente. 

Nas cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) que não têm interligação por meio de transporte suburbano, como Piedade, Itapetininga e Salto de Pirapora, vir a Sorocaba ficará mais caro. Até a última segunda-feira, os usuários que iam para Piedade pagavam R$ 7,35 pela passagem. Desde a meia-noite de ontem, passaram a pagar R$ 7,45. Para Guapiara, outra cidade bastante procurada na rodoviária, o custo da viagem subiu de R$ 43,73 para R$ 46,13. Segundo Vieira, a passagem para Itararé, que é uma das mais caras, aumentou de R$ 62 para R$ 67,87. 

Linhas suburbanas 

Vieira, no entanto, afirma que o aumento não atinge as linhas que fazem o transporte suburbano, que são aqueles que circulam fora da rodoviária. São exemplos, os que tem como destino Votorantim, São Roque, Alumínio, Mairinque, Itu, Porto Feliz e Salto. No caso de Itu, os ônibus rodoviários ficam mais caros. Quem utilizar o suburbano, deve continuar desembolsando o mesmo valor vigente neste ano. 

Usuários reclamam 

O aumento no preços das passagens foi abusivo e mais uma vez prejudica os mais pobres, na opinião da dona de casa Maria Martiniano. Ela recorre ao transporte intermunicipal uma vez ao mês para visitar a família, que mora em Salto de Pirapora. "O país do jeito que está, o povo sofrendo e só aumento que vem", conta ela. Segundo Maria, a Artesp não deveria ter autorizado mais esse aumento. 

A também dona de casa Irandi Rosa do Nascimento, que vem de Santo André a Sorocaba com o marido para acompanhamento médico no Hospital Oftalmológico, foi pega de surpresa pelo reajuste nas passagens. "Eu achei um absurdo, inclusive vim com pouco dinheiro e tive que ir na lotérica tirar mais, porque não tinha para a passagem", reclama. Antes, cada um desembolsava R$ 27 para voltar à cidade de origem. Agora, pagaram R$ 30,15. "Agora a gente tem que se virar para vim (sic)", lamenta.

Publicidades