Guia de referência comercial Salto de Pirapora 2015

Guia de referência comercial Salto de Pirapora 2015
Guia de referência comercial - Clique na imagem!

domingo, 29 de março de 2015

6% da população circula entre cinco cidades

O vai e vem é registrado em função de estudo e trabalho


Aproximadamente 6% da população de Sorocaba se desloca para trabalhar ou estudar em quatro cidades da região: Alumínio, Araçoiaba da Serra, Salto de Pirapora e Votorantim. Esses cinco municípios fazem parte de um agrupamento com forte integração entre as suas populações, segundo um estudo divulgado nesta semana pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e elaborado com dados referentes a 2010. 

A análise apontou 37.985 sorocabanos que saem da cidade diariamente para trabalhar ou estudar nas demais quatro cidades do arranjo. O cálculo teve como base uma população de 586.625 pessoas. 

De acordo com o IBGE, Sorocaba também recebe 23.117 moradores de Votorantim para estudar e trabalhar todos os dias. O mesmo deslocamento ocorre com 4.814 habitantes de Salto de Pirapora, 3.500 de Araçoiaba da Serra e 780 de Alumínio. 

Segundo Maurício Gonçalves, pesquisador do IBGE, o estudo busca entender como os municípios se integram e se relacionam. O objetivo é trazer todas as escalas capazes de ajudar a elaboração de planejamentos voltados a políticas públicas comuns. 

A técnica de controle administrativo Adriana Massa, 31 anos, é um exemplo dessa interação entre cidades. Ela mora em Votorantim e trabalha há cinco anos em Sorocaba, onde também fez o ensino médio e o curso superior de Publicidade e Propaganda. 

Esse vínculo entre os municípios ocorreu de forma natural na vida de Adriana. Segundo ela, é comum conhecer pessoas que moram em Votorantim e estudam ou trabalham em Sorocaba. Adriana trabalha na Prefeitura de Sorocaba, situada no bairro Alto da Boa Vista. A proximidade e a interação entre as cidades são tão grandes que a técnica de controle administrativo costuma fazer o percurso de bicicleta. Praticamente todo o trajeto é feito pela ciclovia. 

Já o enfermeiro Lucas Cocozze, 24, encara diariamente a rodovia Raposo Tavares (SP-270) para sair de Araçoiaba da Serra e chegar a Sorocaba. Ele trabalha no setor de enfermagem da Universidade de Sorocaba (Uniso) e estuda na própria instituição o curso de Psicologia. 

Cocozze disse não ter outra opção, pois Araçoiaba da Serra é um município pequeno e com poucas opções de emprego. "Ou você trabalha no comércio de lá ou precisa deixar a cidade em busca de algo melhor", relata. 

As viagens diárias ocorrem sempre de carro, com duração média de 30 minutos. Coccoze procura evitar o trajeto por ônibus, pois o tempo pode saltar para até 3 horas. "Não é fácil morar em uma cidade e trabalhar em outra, mas no meu caso não tenho escolha", relata. 

O agrupamento de Sorocaba tem como característica se articular com o arranjo populacional de São Paulo, que engloba 36 municípios. Na opinião de Gonçalves, esse grande bloco liderado pela capital paulista também possui uma forte ligação com as concentrações de São José dos Campos, Campinas, Jundiaí e da Baixada Santista. 

Itu e Salto

O levantamento do IBGE estudou também o arranjo populacional de Itu e Salto. Em um universo de 259.663 habitantes, referentes a ambas as cidades, 55,9% das pessoas trabalham ou estudam nos respectivos municípios. Entre elas, 4.118 se deslocam de um território para o outro.

sexta-feira, 27 de março de 2015

Com obras atrasadas, SP-264 oferece riscos aos motoristas em Sorocaba

Duplicação da Rod. João Leme dos Santos só será entregue no fim do ano.
Máquinas e obstáculos na pista aliados à imprudência preocupam usuários.

Motoristas se arriscam cruzando e fazendo conversões na pista (Foto: Reprodução/TV Tem)
O desejo dos motoristas que aguardam a conclusão da duplicação da Rodovia João Leme dos Santos - a SP-264, que liga Sorocaba (SP) a Salto de Pirapora (SP), só será realizado no fim do ano. Segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), as empresas responsáveis pelo serviço já avisaram que as obras estão atrasadas.

Enquanto isso, as máquinas e os obstáculos na pista, aliados à imprudência de alguns condutores, preocupam os usuários da via. "Está muito perigoso demais. Muita gente está morrendo e a gente pede urgência nessa obra", diz o empresário Valdecir Feitosa.

Segundo dados  da Polícia Rodoviária, os meses de janeiro e fevereiro de 2014 registraram 44 acidentes, sendo que 15 fizeram vítimas. No mesmo período deste ano, foram 31 acidentes com 12 vítimas. Uma delas morreu. Também nos primeiros dois meses deste ano, mais de 860 motoristas foram autuados por algum tipo de infração na SP-264. As principais irregularidades foram o uso indevido do acostamento, a falta do cinto de segurança e a ultrapassagem em local proibido.

"Quando o motorista não consegue saber que não se deve cometer esse tipo de abuso, é necessária a atuação do policiamento junto ao Código de Trânsito. Nós autuamos esses motoristas fazendo com que, doendo no bolso, o motorista se conscientize", explica o Tenente Mário Machado Junior.
Além dos riscos, uma das principais reclamações na SP-264 tem sido as condições da pista, principalmente pelos estragos que podem causar aos veículos. "Quebra mola, solta parafuso de roda, quebra as peças dos caminhões... E carro pequeno, também, é complicado. Entorta roda, estoura pneu", enumera o motorista Lúcio Ferreira.

A duplicação da rodovia começou em 2014, e as obras foram divididas em duas partes. De Salto de Pirapora até a UFSCar, a duplicação deveria ter sido entregue em fevereiro, mas um impasse sobre os locais onde seriam construídos os retornos, rotatórias e passarelas, além do processo de desapropriação de algumas áreas, atrasaram o cronograma, e o prazo de entrega ficou para novembro.

Na segunda parte, entre a Rodovia Raposo Tavares e a UFSCar, as obras devem ficar prontas em dezembro. Porém, até o momento, apenas 11% do serviço está pronto, porque, segundo o DER, a primeira empresa contratada não cumpriu os prazos, fez paralisações e foi substituída. Caso isso não tivesse acontecido, a entrega do trecho deveria ser feita em abril deste ano. O DER informou ainda que, na altura da UFSCar, será implantada uma passarela para pedestres.


Veja o vídeo da reportagem - Clique aqui!

Professores de Votorantim e Região fazem passeata por melhores salários

Manifestantes caminharam até a Delegacia de Ensino - FÁBIO ROGÉRIO
Apoiados por alunos, os professores da rede estadual de Votorantim saíram às ruas nesta quarta-feira (25) à tarde para reivindicar melhores condições de trabalho, reajuste salarial, reabertura de salas de aula fechadas e o fim da duzentena (em que os docentes que são contratados, e não concursados, precisam ficar 200 dias sem lecionar para voltar a dar aulas). Nesta quinta-feira, às 14h, os professores prometem fazer uma "aula pública" e em seguida um ato na praça Coronel Fernando Prestes, em Sorocaba. O evento marca o Dia Nacional de Luta pela Educação Pública. Amanhã, os docentes seguem para uma assembleia em São Paulo, prevista para as 14h, no vão livre do Masp. A greve teve início no dia 13 em todo o Estado de São Paulo.


Com o apoio do Sindicato dos Professores do Ensino do Estado de São Paulo (Apeoesp), em Sorocaba, e de docentes de outras cidades, como Piracicaba e Piedade, cerca de 80 pessoas entre professores e alunos, caminharam pela avenida 31 de Março, em Votorantim, a partir das 15h30, em direção à Diretoria de Ensino daquele município, onde houve uma parada para pedir para a dirigente que leve as reinvindicações à Secretaria da Educação do Estado.

Magda Souza, coordenadora da Apeoesp Sorocaba, que atende mais sete municípios da região, entre eles Votorantim, afirma que na cidade vizinha houve o fechamento de 35 salas de aula, causando superlotação, o que dificulta ainda mais o trabalho do professor. "O salário do docente está 75% menor do que o do profissional de qualquer outra categoria. É um enfrentamento necessário a ser feito", diz.

A dirigente de ensino de Votorantim, Tereza Leonor Milano, afirma que estava aguardando nesta quarta-feira os professores a procurarem para protocolar algum documento. "Eu estava aguardando para recebê-los. Estamos abertos ao diálogo. O que estamos ouvindo deles estamos encaminhando", disse.

EMTU assumirá serviço de transporte na RMS

Notícia publicada na edição de 26/03/15 do Jornal Cruzeiro do Sul

Joaquim Lopes preside a EMTU - LUIZ SETTI
O transporte intermunicipal nas 26 cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) deve se tornar oficialmente de responsabilidade da Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) no fim de abril. Vinculada à Secretaria de Estado dos Transportes Metropolitanos, a empresa pública deve iniciar nos próximos dias estudos sobre a organização do transporte regional e a melhor forma de atender às necessidades da RMS. O anúncio foi feito ontem pela EMTU, no Parque Tecnológico de Sorocaba, em apresentação para prefeitos e representantes dos 26 municípios da região.

A EMTU é responsável por administrar o transporte intermunicipal nas outras quatro Regiões Metropolitanas do Estado de São Paulo: Grande São Paulo, Baixada Santista, Campinas e Vale do Paraíba. O modelo de gestão no transporte já em andamento nestas regiões, segundo o presidente da empresa, Joaquim Lopes, deve ocorrer também na RMS. "Com a criação da região metropolitana, a questão da mobilidade, com pessoas que moram em um lugar, estudam ou trabalham em outro, precisa ser organizada", afirma.

Deve demorar 60 dias até que toda a documentação relativa à RMS seja repassada da Agência Reguladora de Serviços Públicos de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), que administra o transporte intermunicipal, à EMTU. Após esse período, será feito um trabalho de pesquisa para conhecer a dinâmica da mobilidade na região.

Padronização
A primeira ação efetiva da EMTU, na RMS, deve ser a padronização visual do transporte metropolitano. "No segundo semestre já começamos a implantar a padronização visual do serviço", comenta Lopes. Em meio a isso, a empresa deve elaborar estudos técnicos sobre as linhas de ônibus, itinerários, tarifas e situação das frotas.
Notícia publicada na edição de 26/03/15 do Jornal Cruzeiro do Sul

Indivíduo tenta matar vizinha com golpe de pá em Salto de Pirapora



Lavrador Camargo
Bianca Ângela da Conceição de 30 anos, permitiu seu vizinho Naithio Suelber de Camargo, 20 anos, instalar um "gato de energia elétrica" da casa dela para à casa dele no Bairro Piraporinha de Cima, em Salto de Pirapora.


A mulher resolveu desligar o gato de energia elétrica na quarta-feira (25/03), no início da tarde. Ao saber que o gato de energia estava desligado o lavrador Camargo ficou nervoso e desferiu um golpe com uma pá na cabeça da vizinha Bianca. O esposo da mulher interveio; o agressor desistiu de matá-la e saiu correndo. 

A mulher foi levada ao pronto-atendimento da Santa Casa da cidade, onde foi atendida. Uma equipe de policiais militares foi até a residência da mãe do acusado no Bairro Piraporinha e o prendeu. Ao saber que o lavrador Camargo estava preso na Delegacia da cidade, um amigo dele foi visitá-lo.
Ewerton Kenedy França de Araújo, apelidado de "Nego" não sabia que existia um mandado de prisão preventiva contra ele por causa do seu envolvimento com o tráfico de drogas. Os policiais reconheceram Ewerton na Delegacia e o prendeu.

___________________________________________________________


Polícia Civil de Salto de Pirapora "derruba a casa" de dois acusados de degolar um homem em 2013

Notícia do Blog Toni Silva Sorocaba

Regina
Policiais civis cumpriram mandado de prisão preventiva na quarta-feira pela manhã (25/03), e levaram ao chilindró uma mulher acusada de participar da execução de José Roberto de Moraes, mais conhecido por "Nenezinho", que morreu ao ser degolado em 2013 no Bairro Campo Largo, em Salto de Pirapora.


A captura de Regina Célia Almeida de Oliveira, 29 anos, ocorreu na casa dela, no Bairro Campo Largo, em Salto de Pirapora. Segundo informação da polícia, José Roberto era usuário de droga e teria furtado ferramentas do traficante Ignácio Honorato Taverna, 34 anos. Regina que também vendia drogas para o traficante Ignácio, soube da autoria do furto e falou ao Ignácio que José Roberto havia furtado suas ferramentas.
Ignácio

Regina e Ignácio se ajustaram com um adolescente da mesma cidade e degolaram José Roberto, no Bairro Campo Largo, depois deixaram o corpo no Bairro Piraporão, no mesmo município. Naquele mesmo ano, a polícia prendeu Ignácio sob acusação de tráfico de drogas. 

Ignácio continua preso por tráfico e também vai responder pelo homicídio. Após ser apresentada na Delegacia de Salto de Pirapora, no início da manhã de quarta-feira a polícia encaminhou Regina para uma prisão feminina da região. 

Polícia Civil de Salto de Pirapora prende ladrão de supermercado



No início da manhã de quarta-feira (25/03) a Polícia Civil prendeu o jovem Claudinei Romualdo de Almeida Filho, 18 anos, apelidado de "Sio". 

Ele é acusado de assaltar o "Supermercado Paula e Souza", situado no Bairro Campo Largo, em Salto de Pirapora; crime cometido em 01 de janeiro de 2015, em companhia de um adolescente que já está apreendido na Fundação Casa (extinta FEBEM).

A polícia prendeu Claudinei Romualdo (mandado de prisão preventiva) na casa dele, situada no Bairro Madalena, em Salto de Pirapora, no momento da ação policial ele não estava armado e não apresentou resistência. 

quarta-feira, 25 de março de 2015

Moradores reclamam de abandono em área de lazer

A falta de manutenção em área de lazer no Jardim Bandeira é motivo de reclamação de moradores que entraram em contato com o Blog e postaram as fotos na rede social Facebook, e estão indignados com a situação. No Jardim Bandeira e Jardim Paulistano há praças e parques que deixaram de ser usados devido à falta de conservação.

Em uma praça do Jardim Bandeira, um morador do local encontrou e fotografou lixo espalhado, muros pichados e grades quebradas. No mesmo local deveria funcionar uma quadra poliesportiva, mas as traves do gol e cesta para a prática de basquete estão quebradas e as grades enferrujadas. O mato alto na grama tomou conta do local, o asfalto em volta da praça está cheio de buracos, em anexo a praça está o terminal de ônibus do Jardim Bandeira.

Durante o dia as crianças ainda encontram uma forma de se divertir, mas de acordo com moradores que vivem próximos a praça, à noite o local se torna perigoso.

A prefeitura pode se pronunciar através de sua assessoria de imprensa enviando a resposta sobre o assunto em questão, que será divulgado nessa página. Pois a denuncia se trata de um pedido do morador do local.


Contato: e-mail: adrianovincler@gmail.com









domingo, 22 de março de 2015

Saiba como não deixar o vidro do carro embaçar em dias de chuva

Uma dica útil e fácil de reproduzir, ainda mais quem não tem ar condicionado no carro

O site Manual do Mundo disponibilizou um tutorial interessante: como não deixar o vidro do carro embaçar. Não é mágica, é pura química. Para realizar a experiência você vai precisar apenas de sabão. Pois, em contato com o vidro, o sabão quebra a tensão superficial da água.

Manual do Mundo
O Manual do Mundo possuí uma série de vídeos produzidos por Iberê Thenório e Mari Fulfaro e são publicados em um canal do Youtube que leva o mesmo nome do site. A ideia é ensinar algo que torne o dia a dia mais prático por meio de experiências científicas, receitas culinárias, mágicas ou até pegadinhas para fazer com os amigos.


Confira o vídeo a faça a experiência!





sábado, 21 de março de 2015

Jovens realizam no semáforo campanha para arrecadar alimentos para o Lar Criança Feliz

Fotos: Alexandre Oliveira
Na tarde deste sábado, dia 21 de março, os jovens que fazem parte do movimento Hip-Hop (Cido Black e Andre Humberte), skatistas e outros jovens que fazem parte do movimento cultural da cidade realizaram a atividade de campanha nos semáforos da Praça da Fonte e em frente a Câmara Municipal no centro da cidade, a iniciativa da campanha é para arrecadar alimentos não perecíveis para fazer a doação para a Casa Abrigo Lar Criança Feliz, entidade que acolhe menores em Salto de Pirapora.

Os alimentos foram arrecadados pelos jovens numa ação solidária para beneficiar a entidade. Foram arrecadados diversos donativos, entre alimentos e produtos de higiene pessoal.


Agradecimentos á todos que participaram e colaboraram com essa campanha muito importante para ajudar as crianças do Lar Criança Feliz.









quinta-feira, 19 de março de 2015

CEADEC e CORESP se reúnem com membros do COMDEMA de Salto de Pirapora


Apesar da dificuldade em falar com o prefeito de Salto de Pirapora /SP Santelmo Xavier Sobrinho, o CEADEC (Centro de Estudos e Apoio ao Desenvolvimento, Emprego e Cidadania de Sorocaba e Região) e a Cooperativa de Reciclagem do município (CORESP), foram recebidos pelo COMDEMA (Conselho Municipal em Defesa do Meio Ambiente), de Salto de Pirapora.

O CEADEC pontuou que o caminhão com o qual a CORESP trabalha, foi cedido pela entidade há alguns anos. Hoje, este caminhão recebe somente uma manutenção básica para o seu funcionamento, porque todos os custos com mecânica, combustível e motorista são responsabilidade da cooperativa, que não tem verba para todos estes gastos.

A CORESP aproveitou o momento para ressaltar o grande apoio recebido pelos Vicentinos, do Lar dos Vicentinos de Salto de Pirapora, que, desde a criação da cooperativa, sempre fez eventos e coleta de doações para ajudar no pagamento de contas básicas como, água e energia.

“Se não fosse o apoio de outras entidades, como os Vicentinos, a CORESP teria dificuldades ainda maiores. Graças ao CEADEC, a Rede Cata-Vida e aos Vicentinos, a nossa cooperativa ainda sobrevive”, relatou a catadora Marta Maria da Silva.

Após reunião, a representante da Secretaria de Meio Ambiente de Salto, Gabriela Ramos, solicitou um Ofício por parte do CEADEC, solicitando reunião com o prefeito para tratar do apoio à cooperativa.

Lei nº 12.305/ 2010 (Política Nacional de Resíduos Sólidos)
Esta Lei visa, entre outras atividades, a inclusão dos serviços das cooperativas de reciclagem na coleta, triagem e destinação correta de materiais recicláveis.

Fonte: CEADEC

Dengue supera total de casos de 2014 em 1/3 do Estado de SP

Por Fabiana Cambricoli, Rodrigo Burgarelli e José Maria Tomazela | Estadão Conteúdo – qua, 18 de mar de 2015
Um terço das 645 cidades paulistas registrou em apenas dois meses de 2015 mais casos de dengue do que em todo o ano passado, revela levantamento feito pelo jornal O Estado de S. Paulo com base em dados da Secretaria Estadual da Saúde. A lista dos 218 municípios nessa condição é composta principalmente por cidades do noroeste do Estado e do entorno de Campinas e de Sorocaba, áreas mais afetadas pela doença.

As estatísticas mostram ainda que 118 cidades paulistas já vivem uma epidemia, com taxa de incidência superior a 300 casos por 100 mil habitantes. E em dezenas desses municípios o índice de crescimento do número de casos e da taxa de incidência entre o ano passado e o primeiro bimestre deste ano é maior que 1.000%.

Desde janeiro, o Estado de São Paulo confirmou a contaminação de 56.959 pessoas. Contando os casos que ainda estão em investigação, o número chega a 123.738 registros, 692% a mais do que o número notificado no mesmo período de 2014. Com a alta, São Paulo já responde por 55% dos casos suspeitos de dengue registrados no País.

O maior aumento porcentual tanto no número de casos quanto na taxa de incidência é observado no município de Salto de Pirapora, na região de Sorocaba. Em todo o ano passado, a cidade teve apenas dois casos de dengue. Entre janeiro e fevereiro deste ano, os registros já chegam a 559. A taxa de incidência passou de 4,8 para 1.322 casos por 100 mil habitantes, alta equivalente a 27.555%.

Morador da cidade, o empresário Romeu Cardoso Resende, de 55 anos, contou que a dengue o derrubou. "Já faz duas semanas que estou com essa praga e não consigo me aprumar. Perdi peso, estou fraco, sem ânimo."

O publicitário Hélio Ortega Júnior, que trabalha na prefeitura, relatou que servidores tiveram de se afastar depois de contrair dengue. A administração municipal ampliou o horário de atendimento dos postos de saúde para dar conta da demanda.

Caos

Considerando as cidades mais populosas, a pior situação é a de Sorocaba, onde a taxa de incidência cresceu 1.703%. Em unidades de saúde públicas do município, a demanda é tanta que pacientes estão esperando atendimento deitados no chão. "Estou com fraqueza, tenho vontade de ficar só deitado, mas não tem lugar nem para sentar", disse o auxiliar administrativo Marcelo Borges, que procurou ontem a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) da zona leste.

O ajudante Getúlio Gabriel da Silva também resolveu esperar deitado. "Estou na fila há quatro horas e só consegui passar pela triagem." Em sua casa, na Vila Hortência, a dengue pegou a mulher e os dois filhos.

Entre as mais de 200 pessoas que esperavam pela triagem na unidade, na tarde de terça-feira, 17, muitas passavam mal. A fila avançava para o lado de fora da unidade. O pedreiro Sandro Lopes, com a mulher Edna chorando de dor, desistiu de esperar. "Tem gente esperando há cinco horas. Nessa situação, melhor ficar em casa." Morador da Vila Nova Esperança, ele ainda teria de passar em outra unidade para buscar a filha, também com dengue. "O bairro todo está infestado", disse.

Em todo o Estado, já são pelo menos 35 mortes por dengue confirmadas. Anteontem, a Secretaria da Saúde de Campinas confirmou o primeiro óbito pela doença no ano.

Para o infectologista Jean Gorinchtey, do Instituto Emílio Ribas, o longo período de estiagem vivido pelo Estado desde o ano passado colabora para o quadro epidêmico. "Os ovos do mosquito Aedes aegypti sobrevivem em ambiente seco por mais de um ano. Eles foram sendo colocados pela fêmea durante o ano passado e, quando a chuva finalmente chegou, começou a aparecer uma quantidade enorme de mosquitos."

A Secretaria Estadual da Saúde disse que tem 500 técnicos atuando em parceria com os municípios no combate ao Aedes. A pasta afirma estar dando prioridade a cidades com alta incidência de casos com o envio de equipes e máquinas para combater o vetor da dengue.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo. Yahoo! Notícias

Educa Mais Brasil oferece bolsas de estudo em mais de 1,5 mil cidades brasileiras

Os estudantes interessados em participar do processo seletivo 2015.1 do Educa Mais Brasil e concorrer a uma das mais de 150 mil bolsas de estudo disponibilizadas, já podem efetuar a inscrição.

Em São Paulo, o programa está oferecendo mais de 50 mil bolsas parciais de até (70%) para 227 municípios. Salto de Pirapora é uma das cidades beneficiadas com vagas para Graduação (EAD) e Pós-Graduação (EAD).

As vagas são destinadas às pessoas interessadas em investir numa educação de qualidade e que não possuem condições financeiras para pagar 100% da mensalidade. “Nosso objetivo é investir na formação de indivíduos que irão construir uma carreira e certamente farão a diferença na consolidação de um país mais justo e desenvolvido”, explica Andréia Torres, Diretora de Expansão e Relacionamento do Educa Mais Brasil.

Para efetuar a inscrição ou obter mais informações o candidato deve acessar o site:www.educamaisbrasil.com.br ou entrar em contato com a central de atendimento: Capitais e regiões metropolitanas 4007-2020 e demais localidades 0800 724 7202.

quarta-feira, 18 de março de 2015

Vereador pede que presidente da Câmara recuse projetos de lei que deveriam ser apresentados no Plano Diretor

Foto: Arquivo Adriano Vincler

Na sessão de ontem a noite, 17, vários Projetos de Lei do Executivo foram apresentados, outros já promulgados, mas o vereador Alex Ferreira de Souza, PT, pede novamente que sejam revisados ou até recusados os projetos. "Projeto que diz respeito ao Plano Diretor não devem nem ser lidos, o senhor tem que recusar a receber presidente. Não é de hoje que o Plano Diretor é feito nas coxas e isso tem que parar. Nos mandam coisas pela metade, temos que barrar isso".

Jurandir de Matos Almeida, PMDB, elaborou um Projeto de Resolução para regulamentar os horários dos funcionários da Câmara, para que sigam o expediente com carga horária igual da Prefeitura e não sejam obrigados a participar da sessão para "pagar" hora, apenas deverão estar presentes os indispensáveis para realização da sessão.

Fonte: Do Jornal da Cidade

terça-feira, 17 de março de 2015

DER reforça sinalização na SP-264

Faixas duplas amarelas foram pintadas no asfalto - Foto:Pedro Negrão
A sinalização de solo foi reforçada na rodovia João Leme dos Santos (SP-264). Faixas duplas amarelas foram pintadas no asfalto, para dividir as duas pistas, e placas e cones instalados nos pontos mais críticos da ligação entre Sorocaba e Salto de Pirapora. 
Faixas duplas amarelas foram pintadas no asfalto - Foto:Pedro Negrão
O local passa por obras. A SP-264 está em processo de duplicação e máquinas e operários são vistos em vários trechos da rodovia. 

O reforço na sinalização foi prometido no fim de fevereiro pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). A solicitação foi passada às empresas responsáveis pelas obras de duplicação do trecho entre Sorocaba e Salto de Pirapora. 

Parte da nova pista da SP-264, no trecho de Salto de Pirapora, está praticamente pronta. Tanto que a sinalização de solo já foi pintada sobre o asfalto.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Aulas seguem normais nesta segunda

Panfletagem e visitas às escolas devem mobilizar professores para aderir à greve a partir de quinta-feira

A greve organizada pelos professores da rede estadual não teve adesão em Sorocaba nesta segunda-feira e as aulas seguem normais nas escolas estaduais da cidade durante o período da manhã, informou a subsede Sorocaba do Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp). Representantes do sindicato se reúnem hoje para decidir os rumos do movimento e, a partir de quinta-feira, panfletagem, passeatas e uma assembleia devem mobilizar os professores para aderirem à mobilização. 

A greve foi aprovada pela categoria na última sexta-feira, na Capital, em assembleia realizada na avenida Paulista. Os professores saíram do vão livre do Masp e foram para a Secretaria de Educação do Estado, na praça da República, onde protocolaram o aviso de greve. A subsede local da Apeoesp é formada por 20 mil professores de Sorocaba, Votorantim, Salto de Pirapora, Araçoiaba da Serra, Pilar do Sul, Tapiraí, Piedade e Iperó.

Reivindicações

Entre as principais reivindicações da categoria estão aumento de 75,33%, para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior; e implantação da Lei Nacional do Piso, que prevê que um terço da jornada seja cumprido fora da sala de aula. A data-base da categoria venceu no dia 1º de março, mas segundo o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), as negociações com o governo estadual estão emperradas. 

O sindicato da categoria também reclama do fechamento de salas de aula e a consequente superlotação. De acordo com a Apeoesp, 2.500 salas de aula de todo o estado de São Paulo foram fechadas no final de 2014. Segundo Magda, em Sorocaba 102 foram fechadas no final do ano passado. "O governo tenta justificar dizendo que houve redução da demanda, mas estatísticas do IBGE apontam que a população de Sorocaba cresceu 4.55% nesse período", argumenta. 

Outro item da pauta de reivindicações dos professores é o fim do chamado regime de "duzentena" para docentes da categoria O. Conforme regra criada pelo governo estadual, os professores aprovados em processo seletivo desde 2009 devem ficar afastados das atividades por 200 dias, após terem trabalhado por igual período.

domingo, 15 de março de 2015

Professores da rede estadual iniciam greve a partir desta segunda-feira

Paralisação foi aprovada em assembleia realizada na sexta-feira, na Capital
Magda Souza coordena a mobilização dos professores em Sorocaba e região - FÁBIO ROGÉRIO / ARQUIVO JCS (2/2/2015)
Professores da rede pública estadual de São Paulo prometem iniciar nesta segunda-feira greve por tempo indeterminado. A decisão foi aprovada pela categoria na última sexta-feira, na Capital, em assembleia realizada na avenida Paulista. A subsede local da Apeoesp, cuja base é formada por 20 mil professores de Sorocaba e outras sete cidades, informa que a partir desta segunda-feira realizará visitas nas escolas para pedir a adesão dos professores à paralisação. 

De acordo com Magda Souza, coordenadora da subsede Sorocaba da Apeoesp, na quinta-feira os professores vão realizar panfletagem e passeata pelas ruas da região central de Sorocaba. Neste dia também está prevista uma assembleia local, para avaliar os rumos do movimento. Além de Sorocaba, a subsede local da Apeoesp representa os professores da rede estadual de ensino lotados em Votorantim, Salto de Pirapora, Araçoiaba da Serra, Pilar do Sul, Tapiraí, Piedade e Iperó. 

Reivindicações 

Entre as principais reivindicações da categoria estão aumento de 75,33%, para equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior; e implantação da Lei Nacional do Piso, que prevê que um terço da jornada seja cumprido fora da sala de aula. A data-base da categoria venceu no dia 1º de março, mas segundo o Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo (Apeoesp), as negociações com o governo estadual estão emperradas. 

O sindicato da categoria também reclama do fechamento de salas de aula e a consequente superlotação. De acordo com a Apeoesp, 2.500 salas de aula de todo o estado de São Paulo foram fechadas no final de 2014. Segundo Magda, em Sorocaba 102 foram fechadas no final do ano passado. "O governo tenta justificar dizendo que houve redução da demanda, mas estatísticas do IBGE apontam que a população de Sorocaba cresceu 4.55% nesse período", argumenta. 

Outro item da pauta de reivindicações dos professores é o fim do chamado regime de "duzentena" para docentes da categoria O. Conforme regra criada pelo governo estadual, os professores aprovados em processo seletivo desde 2009 devem ficar afastados das atividades por 200 dias, após terem trabalhado por igual período. 

Secretaria de Estado 

Por meio de nota, a Secretaria da Educação do Estado comenta que, "apesar de considerar legítimo o direito à manifestação, tem compromisso com a qualidade do ensino. Por isso, orienta que todos os estudantes da rede estadual compareçam normalmente às escolas na segunda-feira". A pasta acredita que a decisão pela greve, liderada pela Apeoesp, não representa os mais de 230 mil professores da rede, "que devem comparecer às aulas, de maneira costumeira". 

A Secretaria também afirma que orientou suas Diretorias de Ensino a realizar o atendimento dos estudantes e garantir as aulas. Sobre o reajuste salarial, a nota informa que foi em conjunto com os servidores que a Secretaria materializou um plano de carreira que estabeleceu aumento acumulativo de 45% em quatro anos e alçou o piso salarial paulista a patamar 26% maior do que o nacional. "Os profissionais da educação ainda podem conquistar o reajuste salarial anual de 10,5% por meio da valorização pelo mérito. E recebem bônus por resultados obtidos por seus alunos. Se a educação avança, educadores ganham bonificação", conclui a nota. 

A Secretaria de Educação informou ainda que a exigência do intervalo contratual para temporários é prevista em lei e recentemente este período foi reduzido de 200 para 40 dias. Sobre o suposto fechamento de salas de aula na região de Sorocaba, a Secretaria de Educação não se manifestou. 

Assembleia 

Com participação de 15 mil professores, a assembleia da categoria ocorreu na sexta-feira passada no vão livre do Masp. Os professores saíram da avenida Paulista e foram para a Secretaria de Educação do Estado, na praça da República, onde protocolaram o aviso de greve. Após o ato, uma parcela dos professores integrou a manifestação de centrais sindicais e movimentos sociais realizada Paulista, em defesa da manutenção de direitos sociais, da Petrobras, pela reforma política e por democracia.


______________________________________________________________

ALCKMIN SOBRE GREVE DOS PROFESSORES: "TODO ANO É ESSA NOVELA"


O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou neste sábado (14) que não haverá greve dos professores da rede estadual; o sindicato da categoria (Apeoesp) decidiu pela paralisação após assembleia realizada ontem; "Entendo que não vai haver greve, quero dizer que todos os alunos compareçam [às aulas], que os pais não deixem de mandar seus filhos. Todo ano é essa novela da Apeoesp, ela tenta fazer greve, mas não tem legitimidade", afirmou

247 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), afirmou neste sábado (14) que não haverá greve dos professores da rede estadual. O sindicato da categoria (Apeoesp) decidiu pela paralisação após assembleia realizada ontem.
"Entendo que não vai haver greve, quero dizer que todos os alunos compareçam [às aulas], que os pais não deixem de mandar seus filhos. Todo ano é essa novela da Apeoesp, ela tenta fazer greve, mas não tem legitimidade", afirmou.
Alckmin reforçou o discurso da Secretaria de Estado da Educação ao comparar o reajuste da categoria com a inflação nos últimos anos. "No meu mandato, nos últimos quatro anos, demos 45% de reajuste. Não houve perda de inflação no período, e ainda houve ganho real. O piso de São Paulo é 26% maior do que o piso nacional", disse.
A categoria, que tem a data-base em março, reivindica reajuste salarial de 75,33%, o que, segundo o sindicato, visa a equiparação salarial com as demais categorias com formação de nível superior.
Fonte: BRASIL 247

quarta-feira, 11 de março de 2015

Promoção de gás na ZB Almeida distribuidora de Gás e Água

ZB Almeida distribuidora de gás e água está com ótimo preço no botijão de gás glp de 13kg para a população da cidade.

A ZB Almeida fica localizada na rua Olegário Guilherme da Rocha, 48 - Florianos. (Rua do pátio de obras da prefeitura / em frente a Maternidade Municipal)



Conheça a ZB Almeida distribuidora de Gás e Água - Clique aqui!

terça-feira, 10 de março de 2015

Acidente mata um e quatro ficam feridos na SP-264

Colisão frontal foi na rodovia Francisco José Ayub

Um homem morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas em um acidente de trânsito na rodovia Francisco José Ayub, o trecho da SP-264 entre Salto de Pirapora e Pilar do Sul. A chuva que atingia a estrada era intensa às 15h30, quando o VW/Gol cor branca, que seguia sentido Salto de Pirapora, invadiu a pista contrária no km 122,7 e colidiu de frente com outro VW/Gol, cor preta, que trafegava no sentido inverso. O motorista que perdeu a direção faleceu no local do acidente e todas as outras vítimas de ambos os veículos, entre eles uma criança, foram socorridas para atendimento hospitalar, segundo a Polícia Militar Rodoviária. O local onde houve o acidente não faz parte do trecho em duplicação.

O motorista que morreu no local do acidente era um homem com 63 anos de idade, natural de Pilar do Sul. Ele estava acompanhado de uma mulher com 58 anos de idade no veículo de cor branca e placas de Pilar do Sul. No carro preto que foi atingido, com placas de Salto de Pirapora, havia um homem, uma mulher e uma criança. O motorista, 26 anos, foi levado gravemente ferido para o Conjunto Hospitalar de Sorocaba (CHS). O menino, com dez anos de idade, sofreu ferimentos leves e foi levado para a Santa Casa de Salto de Pirapora, com a mulher de 23 anos que sofreu ferimentos graves. 

Menos de um mês

Há menos de um mês, outra colisão frontal entre dois veículos no trecho em duplicação entre Salto de Pirapora e Sorocaba matou o jovem Matheus Nascimento Sanches, 26 anos. Ele estava no carro que trafegava sentido Sorocaba, quando o veículo que seguia na direção contrária invadiu a contramão, por volta das 5h30, de 14 de fevereiro. Matheus foi levado para a Santa Casa de Salto de Pirapora gravemente ferido, mas não resistiu e o óbito foi confirmado quatro horas depois. Naquela ocasião o motorista que invadiu a pista ficou levemente ferido e se recusou a fazer o teste do bafômetro. Os motoristas que usam a rodovia entre Salto de Pirapora e Sorocaba reclamam da insegurança por causa das obras de duplicação. Queixam-se de falhas na sinalização e que os trabalhos são interrompidos em feriados prolongados. 

Os trabalhos para duplicar a SP-264 tiveram início em dezembro de 2013 com cronograma para a conclusão no atual mês de março de 2015. Devido a atrasos nos trabalhos e a falta de desapropriações, o Governo do Estado já reconhece o adiamento da entrega. O término do trecho entre Salto de Pirapora até a entrada da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), do km 119,5 ao km 102, foi adiada para o próximo mês de junho, porque houve atraso nas definições sobre onde serão instaladas as rotatórias e passarelas nas proximidades da UFSCar. Já a entrega do trecho entre a entrada da universidade até a rodovia Raposo Tavares, do km 109 ao km 102, foi adiada para dezembro de 2015, devido a substituição da empreiteira que realizada a obra.


Veja as fotos - Clique aqui!