Salto de Pirapora Notícias

Salto de Pirapora Notícias
Fotos Salto de Pirapora - Clique na imagem!

Mineração de Bitcoin

ResMine.com - Cloud Mining Cryptocurrency

segunda-feira, 30 de julho de 2018

Motorista bêbada que causou acidente e morte da bebê Lorena vai a júri popular nesta terça-feira

O julgamento será a partir das 13h30 no auditório do CRAS, em Salto de Pirapora, na cidade local do acidente
Maria de Lourdes Souza Marinho - Foto: Divulgação
Será realizado nesta terça-feira (31) a sessão do Tribunal do Júri de Salto de Pirapora para julgamento da auxiliar de limpeza Maria de Lourdes de Souza Marinho, 55 anos, acusada de ter provocado o acidente que matou a bebê Lorena Kamonseki, de nove meses, e que causou lesões graves na mãe da criança, Juliana Lucas Flora, e no irmão, então com 3 anos de idade.

 
Maria de Lourdes de Souza Marinho é acusada de homicídio e dupla tentativa de homicídio na condução de veículo automotor, com dolo eventual, já que conduzia o veículo com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, assumindo o risco do resultado morte e lesões que causou nas vítimas.
 
O julgamento será realizado a partir das 13h30 no auditório do CRAS, localizado na Rua Jose Rodrigues de Oliveira, Jardim Avenida, em Salto de Pirapora.
 
Adiamento
 
Inicialmente, o julgamento seria realizado em 17 de abril, mas foi adiado porque na véspera da sessão a ré comunicou a destituição do seu advogado e a constituição de novo defensor (leia aqui).
 
O acidente
 
O acidente aconteceu no início da madrugada de 14 de fevereiro de 2016 no quilômetro 126 da rodovia Francisco José Ayub (SP-264), no bairro Quintas de Pirapora, em Salto de Pirapora.
 
Segundo a denúncia, embriagada, Maria de Lourdes Souza Marinho conduzia um veículo VW Santana, invadiu a pista contrária e bateu de frente contra o GM Celta que era conduzido por Juliana Lucas Flora, que viajava em companhia dos filhos. Juliana e Igor ficaram gravemente feridos e foram socorridos ao hospital. Já Lorena não resistiu aos ferimentos e faleceu ainda no local.
 
Mesmo com todas as evidências e as provas elencadas no processo, Maria de Lourdes Souza Marinho negou que tivesse ingerido bebida alcoólica, alegando que apenas se lembra de uma forte luz no momento do acidente.
 
“A materialidade dos delitos resultou amplamente comprovados. Há elementos que indicam que a ré teria ingerido bebidas alcoólicas antes de dirigir o veículo e também que teria invadido a pista contrária, causando o acidente automobilístico”, disse o juiz André Rodrigues Menk ao anunciar a sentença de pronuncia da ré no ano passado.















Vídeos: Veja como foi a 3ª Festa dos Caminhoneiros de Salto de Pirapora

O desfile percorreu as ruas da cidade com destino ao recinto de exposições e festas onde ocorreu o evento - Fotos: Jornal da Cidade 
O desfile dos caminhões tomou conta da cidade, na manhã deste domingo (29), caminhoneiros de Salto de Pirapora, da região e muitos apoiadores ao evento reunidos em um encontro beneficente, em prol dos Escoteiros, Vicentinos com venda de salgados e bolinho caipira, Comunidade do Reino na venda de doces, GPACI sorvetes e Lar criança feliz com o tradicional costelão no recinto de exposições e festas "Antônio Carlos Farrapo".

Teve início as onze horas e seguiu durante toda a tarde, a entrada foi um quilo de alimento não perecível que será revertido para as entidades que participaram do evento.

Assista aos vídeos, do início do desfile no final do bairro Campo Largo com a chegada dos caminhoneiros no recinto de exposições e festas:


Fotos: Drone Eduardo Pivetta

Concentração dos caminhoneiros no final do bairro Campo Largo

Local do evento recinto de exposições e festas "Antonio Carlos Farrapo"
no Jardim Ana Guilherme

O evento recebeu a visita do Hamilton Pereira de Sorocaba, os cantores que se apresentaram no evento Luana Silva e Ivo Moreno, e os locutores de rodeio Claudio Porto e Anjo Sete que fizeram a festa e apresentação no caminhão de som durante o desfile dos caminhões nas ruas da cidade.  










































sexta-feira, 27 de julho de 2018

Operação da Prefeitura fechou vários estabelecimentos comerciais em Salto de Pirapora

Uma operação realizada pela Prefeitura com o apoio da Polícia Militar e a Guarda Civil Municipal em comércios de Salto de Pirapora resultou no fechamento e lacração de 12 comércios, e um procurado capturado.
Fiscais da Prefeitura tiveram o auxílio da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal
Foto: Divulgação GCM

Fiscais da Prefeitura Municipal de Salto de Pirapora realizaram operação em comércios nos Bairros São Manoel e Jardim Teixeira. No São Manoel houve lacração de uma casa noturna que não apresentou alvará de funcionamento.

No Jardim Teixeira os fiscais lacraram mais onze estabelecimentos comerciais (bares e similares) que não apresentaram alvará de funcionamento. A operação ocorreu porque na maioria dos casos o setor de fiscalização da Prefeitura havia identificado a situação clandestina (comércio sem alvará) ou comércio irregular (alvará vencido) e teria notificado os comerciantes, no entanto os comerciantes não compareceram na Prefeitura para atenderem às exigências legais.

Policiais militares e guardas civis apoiaram os trabalhos da equipe de fiscais da Prefeitura. Ainda durante a operação as equipes da PM e GM capturaram pelo Bairro Paulistano, o indivíduo Waldomiro Carlos Santana, que estava na condição de procurado pela Justiça. 

De acordo com informação da Polícia, o indivíduo Waldomiro é apontado como partícipe de um linchamento que vitimou um rapaz no ano 2007, em Salto de Pirapora; o rapaz fora socorrido, mas morreu em decorrência do espancamento. Waldomiro fora levado ao CDP de Sorocaba. A operação ocorreu quinta-feira, 18/07.
















Trio assalta sítio no Bairro Arco-íris, em Salto de Pirapora

Estrada do Bairro Arco-ìris
Três criminosos encapuzados e armados renderam um casal que reside num sitio no Bairro Arco-íris, área rural de Salto de Pirapora. 

Após renderem o casal, os marginais recolheram objetos e puseram no interior de um automóvel Fiat Uno pertencente ao casal, pegaram dinheiro e fugiram no carro com os objetos no interior.

Durante a fuga pela Estrada do Bairro Arco-ìris o veículo colidiu com um poste, os três desceram do carro e fugiram. 

O crime ocorreu no início da manhã de quarta-feira, 25/07. Equipes da Polícia Militar realizaram diligência pelo bairro onde ocorreu o crime e em bairros vizinhos, contudo não localizaram os marginais.

Fonte: Blog Sorocaba Notícia











sexta-feira, 20 de julho de 2018

São Paulo é o quarto maior estado produtor de bens minerais do país em 2017

Brita, areia, água mineral, calcário, argila e fosfato representam 95% da arrecadação da Cfem

A Secretaria de Energia e Mineração divulgou nesta quinta-feira, 5 de julho, o Informe Mineral do Estado de São Paulo 2018, ano base 2017. Segundo o estudo, o Estado se manteve como o quarto maior produtor de bens minerais do Brasil. O ranking é elaborado de acordo com a arrecadação da Cfem – Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais.

São Paulo arrecadou no ano passado R$ 56,3 milhões, valor 2,5% inferior ao ano anterior. O setor de construção, responsável por 70% do total arrecadado, puxou a queda com a diminuição da produção de brita, areia, calcário e argila.

A arrecadação deste ano não estará diretamente relacionada com os fatores de retomada econômica como explica o secretário de Energia e Mineração, João Carlos Meirelles. “Com a nova legislação da Cfem que alterou as alíquotas de incidência do recolhimento, a base de cálculo e a participação na distribuição entre estados e municípios, teremos um novo ciclo na arrecadação onde novos patamares serão definidos”.

O valor bruto das operações durante 2017 chegou a R$ 3,2 bilhões em bens minerais faturados para diversas cadeias produtivas da indústria estadual.

A produção de água mineral apresentou um crescimento de 22% na arrecadação da Cfem em relação a 2016, aumentando a sua participação na arrecadação global de 17% para 21%.

A parte da arrecadação destinada ao Governo do Estado foi de R$ 12,9 milhões, já os municípios paulistas produtores de bens minerais ficaram com R$ 36,6 milhões. O governo federal ficou com R$ 6,8.

O grupo formado por brita, areia, água mineral, calcário, argila e fosfato representam 95% da arrecadação ficando todos os demais bens minerais com 5%.

Cajati continua sendo o município que mais produz minerais no Estado de São Paulo. A cidade da região de Registro conta com a empresa Vale que tem capacidade produtiva de fosfato bicálcico de 635 mil toneladas. Em segundo lugar aparece o município de São Paulo que produz brita e água mineral, seguido de Mogi das Cruzes que é um importante produtor de brita e areia.

Dos 645 municípios paulistas, 15 deles respondem por aproximadamente 46% do total arrecadado pela Cfem no Estado conforme a tabela abaixo.

Maiores Arrecadadores
 
Arrecadador (Município)
Operação (R$)
Arrecadação (R$)
Participação no Estado (%)
1
CAJATI
213.631.859
4.194.121
7%
2
SÃO PAULO
218.413.838
2.977.278
5%
3
MOGI DAS CRUZES
173.529.309
2.934.515
5%
4
CAMPOS DO JORDÃO
125.712.947
2.516.418
4%
5
SALTO DE PIRAPORA
100.886.960
1.967.605
3%
6
BAURU
87.066.068
1.741.428
3%
7
ANALÂNDIA
98.280.542
1.560.763
3%
8
RIO CLARO
67.145.517
1.488.278
3%
9
DESCALVADO
75.479.661
1.265.457
2%
10
LINDÓIA
41.415.367
1.155.186
2%
11
JUNDIAÍ
59.617.386
942.966
2%
12
TAUBATÉ
44.484.436
925.425
2%
13
GUAPIARA
33.156.882
812.574
1%
14
JAMBEIRO
22.101.475
756.747
1%
15
BARUERI
37.133.590
753.893
1%
No ano passado, Minas Gerais foi responsável por 42% da arrecadação total, seguido por Pará com 37%, Goiás com 5% e São Paulo com 3%. A Cfem é recolhida pelas empresas à ANM – Agência Nacional de Mineração, que sucede o DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral.
Abaixo a tabela com as dez substâncias que mais arrecadaram Cfem para o Estado e o país durante o período de 2017.
Substância 
Quantidade Títulos
Arrecadação CFEM R$ 
Participação no Estado
Participação no Brasil
1
Água Mineral
161
11.629.081
21%
29%
2
Areia
779
10.738.558
19%
46%
3
Granito
81
7.208.314
13%
20%
4
Calcário
30
5.273.708
9%
11%
5
Basalto
63
4.474.936
8%
27%
6
Apatita
1
3.759.993
7%
27%
7
Argila
276
2.539.590
5%
33%
8
Gnaisse
12
1.335.606
2%
11%
9
Diabásio p/ Brita
10
1.318.182
2%
80%
10
Areia de Fundição
9
1.050.120
2%
61%
Mineração em São Paulo
O Estado de São Paulo também é o maior consumidor de bens minerais e o principal produtor de equipamentos e insumos para a indústria mineral, empregando mais de 200 mil trabalhadores.
Segundo a ANM, o Estado possui mais de 3 mil áreas habilitadas para atividade de mineração. Só a Região Metropolitana de São Paulo recebe, diariamente, mais de 9 mil carretas de areia e brita. Diferentemente de outros estados, predominantemente exportadores, São Paulo é o destino final destes insumos, gerando riqueza e renda local.
A Subsecretaria de Mineração da Secretaria de Energia e Mineração tem o objetivo de garantir, de forma sustentável, o suprimento de insumos minerais para a indústria, construção e agricultura, além de incentivar a modernização tecnológica na pesquisa, produção e beneficiamento mineral.

Reportagem do Olhar Digital sobre tecnologia na Mineração em Salto de Pirapora
















Top 10 - Fatos e acontecimentos

Arquivo