Salto de Pirapora Notícias 2017

Salto de Pirapora Notícias 2017
Clique na imagem!

sexta-feira, 3 de março de 2017

Coletores de lixo trabalho em baixo de chuva sem proteção

Sábado (18/02) chuva forte com ventos e os coletores de lixo de nossa cidade fazendo o seu trabalho sem capa de chuva, apenas botas, camiseta, calça e luvas.


No dia (25/01) chuva forte e intensa foi registrado o mesmo problema, é uma questão de saúde pública, os riscos que cada um venha a ter trabalhando todo molhado por horas e horas.

O problema segue, e as 21h do dia 01/03 no Jardim Primavera, novamente os coletores de lixo trabalhando de baixo de chuva e sem nenhuma proteção.

“A prefeitura fornece uma capa de chuva plástica (amarela) um material fino que rasga e acabamos nos molhando mesmo assim” declara trabalhador.

As luvas são finas e os próprios coletores as levaram para a casa para lavar e higienizar, devido o forte odor, pois o material da luva é de uma espécie de pano com um plástico.

Em uma breve pesquisa sobre os equipamentos de segurança e de proteção individual, são indicados para a proteção desses trabalhadores.

Aos coletores de resíduos doméstico e seletivo: o uniforme deve ser composto de calça, camisa e boné. É primordial que as calças e camisas tenham faixa reflexiva para a proteção em ambientes de baixa iluminação, ou seja, para trabalhadores que trabalham à noite. O uniforme padrão deve ser manufaturado em brim de qualidade, que ajuda na prevenção de acidentes com objetos perfurocortantes. Para as mãos, a luva é um EPI de extrema importância, assim precisa ser tricotada em fio de algodão e aramida na palma, dedos e dorso. Seu revestimento deve possuir nitrílico granulado na palma e dedos. Materiais perfurocortantes são riscos iminentes aos coletores, daí o valor da qualidade dos tecidos e matérias primas. Faz-se necessário também um bom creme bacteriostático para as mãos. O calçado não pode custar 1,99. Quando se trata de sapato, conforto e qualidade são características que não podem ser separadas. Seu fechamento deve ser por meio de cadarço, confeccionado em couro curtido ao cromo, palmilha sintética, solado de poliuretano, para dar segurança.

A capa de chuva, com capuz, pode ser produzida em tecido laminado de PVC, com fechamento frontal. Protetor solar UVA/UVB, com fator solar 15. Os trabalhadores devem utilizá-lo no início de cada turno e durante a jornada.

Aos coletores hospitalares, ambulatorial e cadáveres de animais, sugere-se o uniforme de cor branca, luva de PVC com palma áspera com cano 45 cm, capacete de PVC cor branca, avental de PVC cor branca, óculos de ampla visão, protetor respiratório com filtros químicos, filtro refil, creme de proteção bacteriostático para as mãos, bota de PVC com alma e biqueira de aço cor branca e capa de chuva com refletivo.

Os trabalhadores devem estar conscientes da importância do uso dos equipamentos, para preservarem sua integridade física.

O vereador Sergio Ventura solicitou por meio de requerimento de numero 002/2017 EPI’S, em resposta o Prefeito Joel Haddad respondeu que tais medidas já estão sendo tomadas e equipamentos já estão sendo providenciados pelo setor Administrativo da Prefeitura, Oficio protocolado no dia 13/02/2017.


O Jornal da Cidade encaminhou no dia 02/03 a reportagem para a prefeitura e aguarda o retorno e a adequação dos trabalhadores da coleta de lixo de nossa cidade.

Pesquisa realizada no site: http://segurancaocupacionales.com.br
















Nenhum comentário:

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos