quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Apenas 3 dos 17 prefeitos da região conseguem reeleição

Dos 17 prefeitos que tentaram a reeleição em cidades que compõem a Região Metropolitana de Sorocaba (RMS), apenas três venceram a eleição realizada neste domingo (2). Em Iperó, Vanderlei Polizeli (PSB) teve 9.215 votos, enquanto Binho Merguizo (PMDB) foi reeleito em Mairinque com 8.895 votos. Em Alambari, Hudson José Gomes (OSDB) também permanecerá à frente do Executivo. 

Por outro lado, os atuais governantes de Porto Feliz, Piedade, Araçoiaba da Serra, Boituva, São Roque, Alumínio, Salto, Ibiúna, Tietê, Tatuí, Sarapuí, São Miguel Arcanjo, Salto de Pirapora e Tapiraí não tiveram seus mandatos aprovados pelos eleitores e foram derrotados nas urnas. 

Entre os dois reeleitos, Binho vive uma situação especial. Ele foi menos votado que Toninho Gemente (PRP), mas este está com a candidatura indeferida e aguarda julgamento de recurso pela Justiça Eleitoral. Fatos semelhantes ocorrem em mais duas cidades da RMS: Salto e Cerquilho. 

Em Salto, Laerte Sonsin (PMN) desbancou o atual prefeito, Juvenil Cirelli (PDT) por apenas 133 votos. O mais votado, porém, foi Geraldo Garcia (PP), que aguarda decisão sobre o recurso. Em Cerquilho, a votação foi ainda mais apertada. A diferença entre o eleito Dr. Manoel (PSD) e o segundo colocado, Wagner Bellucci (PSB), foi de apenas quatro votos. Mas, para assumir a Prefeitura, Manoel terá de esperar o julgamento do recurso de Aldo Sanson, o mais votado ontem. 

Além de Cerquilho, o equilíbrio deu o tom também em outras cidades. Em Itu, por exemplo, Guilherme Gazzola (PTB) fez 646 votos a mais que Neto Beluci (PRB), atual vice-prefeito. Em Capela do Alto, Kéke (PPS) foi vitorioso por uma diferença de apenas 75 votos. Em Araçoiaba da Serra, Dirlei Salas (PV) precisou de 83 votos a mais que Aldemir Franklin (PTB) para sair vitorioso. 

Por outro lado, também houve casos de vitórias folgadas. Uma das mais expressivas delas ocorreu em Itapetininga, onde Simone Marquetto (PMDB) atingiu 81,47% dos votos, com 16.283 a mais que o segundo colocado, Hiram Jr (DEM), que está inelegível. 

Vitória tucana 

Na corrida partidária, as maiores comemorações foram dos tucanos. O PSDB ganhou a eleição em oito cidades e se tornou o partido mais vitorioso na primeira eleição municipal após a criação da RMS. A segunda posição ficou com o PMDB, que ganhou quatro prefeituras. Por sua vez, PPS, PTB, PSD, DEM e PV venceram em dois municípios cada. Já PDT, PP, PMN e PSB vão administrar uma prefeitura cada um. O PT não conseguiu eleger nenhum prefeito sequer.


Veja em tamanho ampliado clique aqui.

_________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________



Nenhum comentário:

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos