Salto de Pirapora Notícias

Salto de Pirapora Notícias
Clique na imagem!

domingo, 17 de maio de 2015

População convive com perigo na SP-264

As obras de duplicação da rodovia João Leme dos Santos devem ser concluídas até dezembro


Com previsão para ser concluída apenas no final deste ano, a obra de duplicação da rodovia João Leme dos Santos (SP-264), especialmente, nos seus primeiros de seis quilômetros, em Sorocaba, traz preocupação e risco para a população devido à falta de acostamento, trânsito intenso em horários de pico, falta de local adequado para travessia dos pedestres, dificuldade de entrada e saída de veículos da rodovia, falta de paradas de ônibus e de recuo necessário para segurança dos usuários do transporte público.


Já nos primeiros metros da rodovia, sentido Sorocaba/Salto de Pirapora, o corte para abertura da segunda pista é protegido apenas por uma tela, que não possui sinalização adequada. "Outro dia, para não ser atropelada tive que me enroscar nessa rede e acabei caindo na valeta", afirmou Camila Anselmo, que trabalha em uma empresa próximo à SP-264.

Próximo ao local, também existe um ponto de ônibus sem cobertura, que teve de ser afastado para o canteiro de obras para não atrapalhar o trânsito. "Os passageiros têm de esperar neste local cheio de lama. Quando chove, a situação piora porque não existe abrigo", relatou o ajudante geral, Pedro Henrique Soares, funcionário de uma construtora localizada na região. Ele mora em Salto de Pirapora e utiliza o transporte coletivo diariamente. "Todos os dias enfrentamos problemas para atravessar a pista e esperar o ônibus. Este local é totalmente inadequado", complementou.

No acostamento, os pedestres disputam espaço com motos e carros. "É complicado porque temos que andar pelo menos uns 400 metros no acostamento para chegar ao ponto de ônibus. Temos que ficar atentos porque motoristas imprudentes invadem o espaço para ganhar tempo ao ultrapassar outros veículos pela direita", denuncia Camila.

Na tarde de quinta-feira (14), entre 17h e 18h, o Cruzeiro do Sul esteve no local e pôde constatar as denúncias feitas pela população. Motocicletas realmente trafegam pelo acostamento, veículos realizam conversões em locais proibidos e motoristas desconsideram as poucas placas de sinalização neste trecho.

A situação precária da rodovia se mantém por aproximadamente quatro quilômetros, até a rotatória que dá acesso a SP-79 (estrada para Piedade). A partir daí, a obra de duplicação está mais adiantada, e alguns quilômetros adiante a pista está liberada nos dois sentidos. Em um pequeno trecho de aproximadamente dois quilômetros, próximo à Universidade Federal de São Carlos, a situação também é precária para os usuários. No final da tarde de ontem, máquinas estavam trabalhando neste local, na compactação da segunda pista da rodovia. Uma viatura da Polícia Rodoviária trafegava pelo local, realizando a fiscalização da rodovia. Da UFSCar até a entrada de Salto de Pirapora a duplicação da rodovia está praticamente concluída. 

Mais sinalização

Na tarde de quinta (14), o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) informou que a SP-264 (Rodovia João Leme dos Santos) está sinalizada, indicando aos usuários a execução de obras no trecho entre os municípios de Sorocaba, Votorantim e Salto de Pirapora, conforme determina o Código de Trânsito Brasileiro e o Contran. No entanto, a assessoria de comunicação do órgão afirmou que para garantir melhores condições de segurança aos usuários, determinará às empresas responsáveis pelos serviços o reforço da sinalização no local.

 O DER informou ainda que o projeto prevê duplicação da via no trecho compreendido entre o km 102 ao km 119,5, incluindo implantação de marginal, dispositivos de acesso e retorno em nível e em desnível com eliminação de pontos críticos de acidentes. O custo total das intervenções está orçado em R$111,7 milhões. A previsão é que as obras sejam concluídas entre novembro e dezembro deste ano.

 O DER informou ainda que está monitorando constantemente a SP-264 e está solicitando apoio da Policia Militar Rodoviária (PMR) para intensificar a fiscalização próximo aos trechos urbanizados.

Nenhum comentário:

Top 10 - Fatos e acontecimentos

Arquivo