segunda-feira, 5 de setembro de 2016

INSS convocará segurados para um pente-fino


O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começará a convocar 75 mil segurados de até 39 anos de idade que recebem auxílio-doença há mais de dois anos e não passaram por perícia de revisão entre julho de 2014 e julho deste ano. Esses serão os primeiros trabalhadores a participarem do pente-fino instituído pelo governo de Michel Temer.

A convocação será por carta com aviso de recebimento. A correspondência dará prazo de até cinco dias úteis para que o beneficiário do auxílio marque a perícia. O agendamento deverá ser feito pela Central 135. Quem não agendar a perícia dentro do prazo estipulado na carta terá o benefício suspenso, ou seja, ao ir sacar o dinheiro, não conseguirá receber os valores.

Segundo o instituto, o benefício só será liberado assim que o segurado procurar uma agência da Previdência Social e agendar a perícia de revisão. Os exames do pente-fino serão feitos na primeira hora de atendimento dos peritos. Ao todo, serão 2.500 médicos realizando exames na revisão. Eles receberão R$ 60 por perícia. Hoje, o órgão tem 4.200 peritos, mas os demais médicos não toparam participar do programa.

A meta do governo é cortar entre 15% e 20% dos auxílios-doença pagos há mais de dois anos. A maioria será de benefícios conquistados na Justiça. A economia para os cofres poderá chegar a R$ 126 milhões por mês. O valor médio desses auxílios-doença é de R$ 1.193,73.

Quase 300 mil segurados que recebem o auxílio há mais de dois anos, mas foram convocados para alguma perícia de revisão desde julho de 2014, ficarão de fora em um primeiro momento. Ao todo, serão convocados 530 mil beneficiários de auxílio-doença. A partir de março de 2017, será a vez dos aposentados por invalidez. Estima-se que 1,1 milhão passarão pela perícia.(Folhapress)

Nenhum comentário:

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos