quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Sem pagamento de salário, trabalhadores no suburbano de Salto de Pirapora e no urbano e escolar de Araçoiaba continuam em greve

Empresa Piracema protocola documento no Sindicato afirmando que deixará de operar em São Miguel Arcanjo e em Salto de Pirapora
O Sindicato dos Rodoviários de Sorocaba e Região informa que os trabalhadores em transporte urbano e escolar no município de Araçoiaba da Serra e no intermunicipal em Salto de Pirapora permanecerão em greve nesta sexta-feira (10), em protesto contra atraso no pagamento do salário deste mês. 

A situação é complexa, pois as empresas Marchiori/Sanitur, que pertencem ao grupo Piracema e são responsáveis pelo transporte em Araçoiaba da Serra, e a Piracema, que opera em Salto de Pirapora, não apresentaram ao Sindicato perspectiva de pagamento do salário atrasado. 

Os trabalhadores na empresa Piracema na garagem de São Miguel Arcanjo também estão sem receber salário, porém não aderiram à greve porque já estão de aviso prévio. 

Piracema deve deixar de operar na região 

O Sindicato acompanha com grande preocupação a situação da empresa Piracema em nossa região. No final de janeiro, a empresa protocolou documento no Sindicato informando que iria deixar de operar as linhas São Miguel Arcanjo-Itapetininga, Itapetininga-Sarapuí e Itapetininga-São Miguel Arcanjo, todas sob regulação da Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), segundo documento entregue pela empresa. 

Na terça-feira (7) desta semana, a Piracema protocolou outro documento, agora informando que deixará de operar as linhas Salto de Pirapora-Sorocaba, Araçoiaba da Serra-Sorocaba, Salto de Pirapora-Sarapuí e Itapetininga-Pilar do Sul no dia 04 de maio deste ano. 

Em ambos os casos, a empresa alega queda de arrecadação e crescente prejuízo financeiro. 

A Piracema solicitou ao Sindicato abertura de negociação para demissão em massa dos trabalhadores que atuam nessas garagens, em São Miguel são aproximadamente 15 trabalhadores e, em Salto de Pirapora, 55. 

Os trabalhadores na garagem de São Miguel Arcanjo já estão cumprindo aviso prévio, que termina em 21 de fevereiro e, até o momento, os órgãos estaduais responsáveis pelo transporte intermunicipal não se pronunciaram. 

O Sindicato não tem conhecimento sobre a empresa que deverá assumir as linhas de São Miguel. O que o Sindicato reafirma é que seguirá a cultura estabelecida em anos de atuação e irá lutar o quanto for necessário para que os trabalhadores demitidos da Piracema, garagem São Miguel, sejam absorvidos pela nova empresa, evitando assim aumento de desemprego em nossa região. O mesmo tratamento será estabelecido para os trabalhadores na garagem de Salto de Pirapora. 

Até o momento, as empresas Marchiori e Sanitur, que são do grupo Piracema, não se pronunciaram sobre permanecer ou entregar a operação dos transportes urbano e escolar em Araçoiaba da Serra. 

Prejuízo para trabalhadores e população 

É diante desse cenário difícil, que os trabalhadores estão lutando para garantir que as empresas do grupo Piracema honrem com o pagamento de salário e direitos trabalhistas, que é a única fonte de renda do trabalhador. 

Infelizmente, toda greve no transporte afeta a vida do usuário do serviço público. O Sindicato lamenta profundamente e se solidariza com a população, pois entende que trabalhadores e usuários são os grandes prejudicados por essa lógica de acúmulo de lucro que é excludente e que não atende as necessidades da sociedade. 

Os trabalhadores em greve permanecem em frente à garagem das respectivas empresas.











Nenhum comentário:

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos