sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Termina greve da Piracema e ônibus voltam a circular

O pagamento será feito em três parcelas, sendo 25% hoje, 25% na segunda-feira, e 50% no dia 1º de março. Na quarta-feira, um grupo de 300 pessoas protestou na rodovia João Leme dos Santos (SP-264) e sete ônibus do Grupo São João, que também operam a linha entre Salto de Pirapora e Sorocaba, foram impedidos de seguir viagem. Após o protesto, a Piracema e a São João chegaram a recollher os ônibus que ainda estavam circulando temendo represálias.



Ontem, a Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) determinou que o Grupo São João passasse a atender as linhas operadas pela Piracema em Salto de Pirapora, provisoriamente, enquanto durasse a greve. A EMTU também informou que a Viação Piracema já protocolou na sede do órgão estadual, em São Bernardo do Campo, na semana passada, um pedido de desistência de operar as linhas intermunicipais entre Salto de Pirapora e Sorocaba.

Transtornos

Os moradores de Salto de Pirapora tiveram transtornos por conta da greve dos funcionários da Piracema. Uma senhora de 62 anos, que mora em Salto de Pirapora, mas trabalha em Votorantim, disse que chegou a fazer o trajeto entre Sorocaba e o município de bicicleta, quase 20 quilômetros pela rodovia João Leme dos Santos (SP-264), que liga as duas cidades.

Maria Goretti Faria Luz, 62 anos, é técnica em enfermagem e conta que quase ficou desempregada por conta da falta de ônibus. "Ainda não me aposentei. Se eu perder meu emprego, onde vou conseguir outro na minha idade?", questiona. A dona de casa Iranilva de Souza Carvalho, 51 anos, disse que uma sobrinha que trabalha em Sorocaba também teve que arrumar caronas durante vários dias para conseguir chegar ao trabalho.

Ontem, a EMTU informou que a Piracema foi autuada "por descumprimento de partidas, motivada pela greve dos operadores, que alegam falta de pagamento".










Nenhum comentário:

Arquivo

Top 10 - Fatos e acontecimentos